Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 4 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CRIME CRUEL

Morta a pedradas por ex-marido vivia com R$ 192 e deixa 4 filhos

No dia do apedrejamento, Ramão foi um dos que socorreu Laida. Ele a levou para o posto

11 Jan 2014 - 12h10Por Lidiane Kober / CAMPO GRANDE NEWS

Morta a pedradas pelo ex-marido, Laida Andréia Samulha Romualdo, 35 anos, vivia com R$ 192 e deixa quatro filhos, de 3 a 16 anos. O dinheiro vinha de programas sociais, como vale-renda (R$ 160) e bolsa-família (R$ 32). Ciente do auxílio, o ex-companheiro aparecia na casa só para cobrar parte do recurso e duas vezes chegou a “pegar” a única fonte de renda da família.

Amigo de Laida, o vigia Ramão Canto de Oliveira, 47 anos, disse que Anderson César Firmino, 24, era viciado em pasta base e em álcool, além disso, “era muito ciumento”. “No dia da briga, ele veio cobrar R$ 50, que a mãe dele deu para comprar presentes de Natal para os netos”, contou.

Ramão disse ainda que o acusado “tomava o dinheiro” da ex para comprar drogas. “A briga piorava quando a Laida cobrava ajuda para cuidar dos filhos. Drogado, ele quebrava tudo em casa, um dia acabou com a televisão. Fora isso, empurrava a mulher e só não atacava as crianças porque a Laida e os amigos não deixavam”, relatou.

O casal, segundo o vigia, chegou a ficar oito anos juntos. Há um ano, eles estavam separados. No período, a mulher o denunciou mais de uma vez por agressão. “Ele chegou a ficar três meses presos”, lembrou.

No meio do drama familiar, as crianças, conforme Ramão, se assustavam quando o pai se aproximava de casa. “Eles fechavam a cara e a maior alegria deles, principalmente do menino de 3 e da menina de 5, era me ver chegando com uma sacola de compras. De longe, eles gritavam e sorriam, pois sabiam que teria iogurte no pacote”, relatou.

No dia do apedrejamento, Ramão foi um dos que socorreu Laida. Ele a levou para o posto de saúde do Bairro Aero Rancho, onde a vítima foi medicada. “Em casa, ela gritava de dor”, lembrou. Dias depois, ela foi levada à Upa (Unidade de Pronto-Atendimento) do Bairro Universitário e, de lá, foi encaminhada à Santa Casa.

De acordo com o amigo, ela iria passar por cirurgia, mas não resistiu a ataque cardíaco e morreu na quinta-feira (9). As crianças, de 3, 5 e 13 anos, deverão ficar com a mãe de Laida, Édna, que já cuida do primeiro filho da vítima, de 16 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
ASSASSINATO
Mulher é encontrada morta e sem roupa; ex-marido é procurado
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões
ACIDENTE FATAL
Acidente entre carro e moto deixa uma pessoa morta em Laguna Carapã
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente com 22 veículos deixa 8 mortos e 20 feridos
BEBEDEIRA
Após discussão com cunhado, homem é assassinado a tiros em MS
ASSASSINATO
ASSASSINATO: Pistoleiros invadem residência e executam homem enquanto dormia em MS
INCÊNDIO FATAL
Casa é incendiada e mulher morre carbonizada em MS
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Motorista bêbado atinge carro e mata 4 adultos e uma criança
CENA DE TERROR
Após ser curado da Covid-19 dentista mata enfermeira e comete suicidio