Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
UNIGRAN DOURADOS
Bizarro

Ladrão pede justiça após ter duas pernas quebradas por vítima

28 Jan 2014 - 08h32Por TECHMESTRE

Um ladrão está criticando o sistema de justiça inglês depois que sua vítima o espancou durante uma tentativa de assalto. Segundo ele, o homem não deveria ter sido inocentado de agressão física.

Kevin Green, de 53 nos, teve as duas pernas e um braço quebrados por Andrew Woodhouse. O ladrão contou com a ajuda de Tim Cross, de 32 anos, para tentar roubar a empresa de sua vítima, mas acabaram sendo perseguidos pelo homem que os atacou.

Green não se disse satisfeito após Andrew ser inocentado de agressão. Ele disse que é atormentado por conta do incidente, e ficou incapaz de poder ir pescar ou mesmo passear com seus cães.

“Ele [Andrew] veio em cima de mim como um louco me batendo com uma vara”, contou o ladrão. “Eu sou a vítima em tudo isso”, concluiu. 

Andrew tem convivido com constantes tentativas de roubo em sua empresa. Ele se assustou quando recebeu uma ação para comparecer a um júri sob acusação de força excessiva, mas acabou sendo absolvido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ACIDENTE FATAL
Homem é atropelado duas vezes na estrada e tem cabeça esmagada em Dourados
Carro ficou destruído após colisão com ônibus (Foto: Simão Nogueira) ACIDENTE FATAL
Motorista de aplicativo morre ao bater em ônibus em MS
GREVE DE FOME
Professores fazem greve de fome por revogação de edital de temporários
SUPER HERÓI
Vizinho quebra grade de janela e salva bebê de incêndio
TRAGÉDIA NA PISTA
Bebê de 2 meses e avô morrem em batida com caminhonete
ASSASSINATO
Caminhoneiro tenta proteger o irmão e é assassinado em MS
CÚMULO DA BRUTALIDADE
Homem negro é espancado até a morte em supermercado do grupo Carrefour
FUGITIVOS
Adolescentes fogem de casa em Joinville e são encontradas em Rio Brilhante
EXECUÇÃO
Homem é executado a tiros de fuzil na fronteira de MS