Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
DANOS MORAIS

Idosa morre sem atendimento e filhos são multados por criticar médico em MS

Advogado do médico, David Frizzo afirmou que seu cliente ficou "bastante abalado" com o caso, sofrendo com "comentários" na UPA, tanto de pacientes quanto de colegas.

7 Dez 2020 - 15h17Por Yahoo Notícias

Uma mulher de 71 anos morreu Campo Grande-MS após esperar por mais de sete horas uma internação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Leblon. Não bastasse o trágico ocorrido, seus filhos ainda foram multados por críticas ao médico responsável pelo caso. As informações são do UOL.

A morte de Maria do Carmo de Sousa Oliveira aconteceu em 9 de junho deste ano. Nos dias seguintes, os filhos da idosa, Evandro e Edivânia, fizeram duras críticas nas redes sociais ao médico, acusando-o de negligência e assassinato.

 

“Mataram minha mãe!”, escreveu Evandro no Facebook. O rapaz, que é enfermeiro, afirmou que o médico da UPA “dificultou a transferência para uma unidade hospitalar” e “se negou a mandar a imagem do eletrocardiograma solicitada várias vezes pela regulação para que fosse agilizada uma vaga em hospital”. As publicações foram compartilhadas por Edivânia.

Advogado do médico, David Frizzo afirmou que seu cliente ficou “bastante abalado” com o caso, sofrendo com “comentários” na UPA, tanto de pacientes quanto de colegas. “Não é fácil para sua família ver você sendo acusado de ‘matar’ a mãe de alguém”, argumentou.

O juiz Fábio Ferreira de Souza considerou que "A utilização de expressões como 'assassino' e 'doutor da morte' (...) é suficiente para afrontar a honra e integridade moral de quem ocupa um cargo público". E avaliou tratar-se de "fato suficiente a embasar a condenação por danos morais", com multa de R$ 10 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO
Pai é preso suspeito de engravidar filha de 14 anos em Dourados
TORTURA
Mãe raspa cabelo e sobrancelha do filho, filma agressão e acaba presa
Veículo pegou fogo com a colisão - Crédito: Osvaldo Duarte/ Dourados News ACIDENTE NAS ESTRADAS
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã, homem ficou preso as ferragens
Rave com mais de 500 pessoas é encerrada pela Guarda Civil de Campo Grande  Foto: GCM/Divulgação FESTA NA PANDEMIA
Rave clandestina com mais de 500 pessoas é encerrada pela Guarda
PLANTÃO FÁTIMA NEWS DEU RUIM
DEU RUIM: Adolescente tenta assaltar PM de folga e morre em MS
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Jovem desaparece com namorado e família faz buscas em Aquidauana
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso invade barraco e abusa de criança de 11 anos em Maracaju
ABUSO SEXUAL
Esposa de pastor sabia de abusos sexuais contra fiel no Macaúbas; igreja é fechada em MS