Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 4 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
SONORO (MS)

Homem é preso depois de confessar ter assassinado o próprio irmão

23 Set 2013 - 07h59Por Edição de Notícias

Um desentendimento entre irmãos terminou em morte, ontem (22), em Sonora (MS). Geraldo Alves da Silva, de 68 anos, foi assassinado com uma facada no tórax pelo próprio irmão, o aposentado Valdir Alves da Silva, de 66 anos, que confessou o crime.  O homicídio ocorreu na residência onde os irmãos moravam. O autor fugiu do local, mas foi capturado pela Polícia Militar, algumas horas depois, escondido perto de um canavial.

Silva explicou aos policiais que os dois ingeriam bebida alcoólica, quando seu irmão mais velho teria ameaçado comprar uma arma para matá-lo. Diante disso, o homem contou que perdeu a cabeça e acabou matando Geraldo. A arma, uma faca de cozinha, foi encontrada no local e encaminhada para análise.

Segundo Laura Alves dos Santos, irmã de Geraldo e Valdir, eles estavam morando juntos desde janeiro deste ano, mas não tinha conhecimento de desentendimento entre os irmãos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS reforça estrutura das polícias para combater criminalidade
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
FATIMA DO SUL - ROUBO
Polícia Militar recupera veículo Fiat Palio furtado e autor de furto é preso em Fátima do Sul
FORA DO HABITAT
Garotos tentam comprar ‘ração’ para jacarezinho, mas abandonam ‘pet’ selvagem em MS
ACIDENTE FATAL
Acidente deixa 9 feridos; 3 crianças estão entre as vítimas em MS
VIOLENCIA DOMESTICA
Esposa se nega a manter relações sexuais e acaba espancada e mantida em cárcere por 6 dias em MS
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
ASSASSINATO
Mulher é encontrada morta e sem roupa; ex-marido é procurado
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões