Menu
SADER_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
'Ad Sumus'

Gaeco faz operação para prender integrantes do PCC em 4 estados

24 Out 2013 - 15h03Por Correio do Estado

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul, está atuando na Operação “Ad Sumus”, deflagrada nesta quinta-feira (24), em Mato Grosso, para prender integrantes do PCC.

Ao todo a Justiça expediu 50 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, que também estão sendo cumpridos nos estados de Rondônia, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Desse total de acusados de envolvimento com o grupo criminoso, 19 já estão presos, segundo o Gaeco.

As investigações iniciaram em março do último ano até junho de 2013 e, nesse período, as prisões de alguns suspeitos foram realizadas, segundo o Gaeco. “A maioria dos delitos ocorreu em Cuiabá e Várzea Grande, contudo, vários crimes vergastaram municípios do interior, com destaque para Rondonópolis. Parte das atividades delituosas desembocaram suas nefastas consequências em outros estados da Federação, sobretudo Rondônia e Mato Grosso do Sul”, diz um trecho da denúncia do Ministério Público.

Atualmente, aponta o Gaeco, estima-se que existam mais de 100 integrantes dessa organização criminosa atuando em Mato Grosso, Alguns deles, mesmos presos, estariam praticando delitos. As investigações revelam que a atuação da facção começou em 1999, no estado, quando o suspeito 'Marcola' permaneceu detido por cerca de seis meses na Penitenciária Central do Estado (PCE) por promover um suposto roubo de R$ 6 milhões de uma agência bancária, em Cuiabá. No mesmo ano, no dia dia 5 de junho, ele e outros dois presos fugiram pela porta da frente do presídio.

Desde então, diz o MPE, o grupo vem tentando se organizar e fortalecer a facção no estado. Entre os recursos utilizados pelos criminosos estão 'teleconferências', onde os integrantes se interagem em tempo real. “O grupo possui estatuto próprio e regras rígidas. Cada “irmão” deve contribuir com o pagamento de uma taxa mensal, esteja ele preso ou em liberdade. O dinheiro arrecadado é usado para compra de armamento e drogas, além de financiar a fuga ou resgate de integrantes da facção criminosa”, consta trecho da denúncia. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LIGAÇÃO FATAL
Mulher dirige falando no celular, capota carro e morre
ASSASSINATO
Policia persegue e apreende menor que matou líder do PC do B em assentamento
TRISTEZA NA FAMILIA
Menino de 4 anos morre após quebrar o pescoço durante brincadeira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Unidades de resgate entregues aos bombeiros são as mais modernas do Brasil, afirmam militares
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ACIDENTE FATAL
Homem é atropelado duas vezes na estrada e tem cabeça esmagada em Dourados
Carro ficou destruído após colisão com ônibus (Foto: Simão Nogueira) ACIDENTE FATAL
Motorista de aplicativo morre ao bater em ônibus em MS
GREVE DE FOME
Professores fazem greve de fome por revogação de edital de temporários
SUPER HERÓI
Vizinho quebra grade de janela e salva bebê de incêndio
TRAGÉDIA NA PISTA
Bebê de 2 meses e avô morrem em batida com caminhonete