Menu
SADER_FULL
segunda, 30 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
campo grande

Ex tortura mulher, bate com corda e a expulsa de casa com 4 crianças

8 Fev 2014 - 10h46Por Campo Grande News

Acusado de usar de socos a corda e alicate para agredir a ex-mulher, Fábio Assis, 24 anos, foi preso ontem em Campo Grande. Na última quinta-feira, dia 6, a vítima de 26 anos denunciou o ex-companheiro na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Ela, que é mãe de quatro crianças, relatou que apanhou durante os seis anos de casamento e, mesmo separada há quatro meses, continuava sendo vítima de agressões.

Segundo a mulher, Fábio Assis foi até a sua casa no dia 30 de janeiro, sob pretexto de visitar os filhos, e a torturou. A vítima contou que foi agredida com socos, pontapés, corda e teve os dedos presos em um alicate. Porém, como não tinha dinheiro para ir à delegacia e nem com quem deixar as crianças, só registrou o BO (Boletim de Ocorrência) depois de uma semana.

Ao saber da denúncia, o ex-marido voltou ao imóvel, no Jardim Danúbio Azul, em Campo Grande, e a agrediu no rosto com golpes de capacete. Em defesa, ela investiu contra ele com uma faca de cozinha, que provocou arranhão na mão do agressor.

O ex-companheiro ameaçou matar a vítima, amarrar seu corpo na moto e arrastar pelas ruas. Em seguida, deu ordem para que ela sumisse de sua frente. A mulher abandonou a casa com as quatro crianças - sendo o mais velho um menino de 5 anos, que é deficiente visual, e a mais nova, uma recém-nascida prematura.

Após uma caminhada de cerca de oito quilômetros, a mulher fez denúncia no posto da PM (Polícia Militar) da Vila Margarida. Lá, os policiais deram lanche para as crianças. Que, segundo a mãe, estavam há meses comendo apenas arroz e feijão.

O ex-marido foi localizado, preso em flagrante e levado para a Depac/Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Na delegacia, o preso disse não se lembrar de nada. Segundo a vítima, ele, inclusive, já tem um novo relacionamento.

Drama – Além da agressão, a mulher se revelou protagonista de um extremo caso de vulnerabilidade social. Ela contou que mora de favor na casa e a conta de luz está atrasada há cinco meses.

Paraguaia e sem parentes no Brasil, ela disse que não consegue trabalho e nem ajuda dos programas sociais. Depois do registro do BO, a vítima foi embora, sem ser encaminhada para nenhum órgão de assistência social.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imagem retirada das redes sociais do Osvaldinho Duarte / Dourados News FORTE ACIDENTE
Colisão frontal deixa uma pessoa morta e duas gravemente feridas entre Dourados e Fátima do Sul
AGLOMERAÇÃO
VÍDEO: Guarda encerra festa em chácara com mais de 350 pessoas
TRAGEDIA NA RODOVIA
Pedi força a Deus, diz PM que atendeu ocorrência de acidente que matou a própria filha
ASSASSINATO
Ex liga para mulher dizendo que vai até a casa buscar documento da filha e mata atual namorado dela
ACIDENTE FATAL
Batida frontal entre carro e carreta mata jovem em Ivinhema
FESTONA NA PANDEMIA
Guarda Municipal acaba com 'festona' em flagrante com 119 adolescentes em MS
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTÍCIA TRISTE
NÃO DEU TEMPO: 'Ceará' morre na véspera de encontro com os filhos que não via há 23 anos
FORÇA TÁTICA DE FÁTIMA DO SUL
Força Tática de Fátima do Sul apreende mais de 100 quilos de maconha
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente entre ônibus e caminhão matou 41 pessoas