Menu
SADER_FULL
domingo, 29 de março de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MEDICAL CENTER - POLONIO
dourados - investigação

Cuidador de carros pode ser pai da criança que ele matou e é suspeito de molestar as cunhadas

Cuidador teria um caso amoroso com a mãe da criança

3 Out 2013 - 10h33Por Dourados Agora

O guardador de carros, José F., suspeito de espancar a menina Beatriz, de cinco meses, que morreu segunda-feira no hospital, foi denunciado por estupros contra as cunhadas menores de idade. Os casos foram registrados ontem junto à Delegacia da Mulher de Dourados, depois que a sogra dele procurou o Conselho Tutelar.

De acordo com a polícia, há pelo menos três vítimas, uma criança de 6 anos e duas adolescentes, de 11 e 13 anos, cunhadas dele.

A delegada ouviu uma das adolescentes. Ela confirmou que vinha sendo molestada pelo cunhado. Segundo a adolescente de 13 anos, o homem teria praticando atos libidinosos sempre que elas ficavam sozinhas com ele em casa, enquanto a mulher, a sogra e a mãe do bebê que morreu guardavam carros ao redor do shopping de Dourados.

A polícia também investiga se José é o pai biológico da menina Beatriz. Ele está preso desde a segunda-feira, suspeito de homicídio. Foi espancado na cela da delegacia antes de ser removido para a PHAC.

Entenda o caso

Por volta das 22h de domingo, a equipe Alfa do Samu foi acionada até a rua Ivinhema, na Vila Índio, para atender a ocorrência de um bebê que teria caído do berço, conforme alegou a mãe, de 28 anos.

O bebê foi encaminhado ao Hospital da Vida e devido a gravidade transferido ao Hospital Universitário. Foi constatado durante exames que a criança não teria caído do berço e sim vítima de espancamento. Na manhã desta segunda-feira, o bebê teve morte cerebral.

O Conselho Tutelar foi acionado e na companhia do Serviço de Investigação Geral (SIG) da Polícia Civil esteve na casa da mãe do bebê. Ela foi detida e encaminhada à delegacia do 1º DP. Ao delegado Adilson Stiguivitis, a mulher disse que o bebê sofrera espancamento de um homem, morador na mesma casa.

Na delegacia, ambos trocaram acusações. O delegado ouviu também testemunhas que afirmaram que o homem, que vivia com mulher e filhos, também dava abrigo à mãe do bebê que trabalhava para ele guardando carros ao redor do shopping de Dourados.

De acordo com a polícia, o bebê vinha sendo vítima de agressões, que culminaram com sua morte. O guardador de carros está preso, autuado em flagrante por homicídio. A mãe da criança foi indiciada, está sendo investigada e pode ser autuada por omissão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE MORTAL
Motociclista é atacado por touro em estrada vicinal e morre após cair e ser pisoteado em MS
BEBEDEIRA
Mulher esfaqueia o marido que a mandou trocar de roupa porque ‘estava curta’
TRAGEDIA NA RODOVIA
Criança de 10 anos e homem morrem em acidente entre carro e caminhão em Ponta Porã
FEMINICIDIO
Homem que matou ex-mulher com tiro na testa é preso no Centro de Campo Grande
FEMINICIDIO
Mulher de 26 anos é assassinada pelo ex-marido com tiro no rosto em MS
LATROCINIO
Para roubar Celta, jovens de 19 e 20 anos assassinaram contador a facadas
CRIME PASSIONAL
Homem mata namorado da ex que estava dormindo em cidade do MS
MONSTRUOSIDADE
Pequena Gaby pode ter sido estuprada horas antes de ser enterrada viva pela mãe em MS
NOITE DE TERROR
Bandidos tocam o terror, trancam casal em banheiro e fazem 'limpa' em residência em MS
PRESENTE CANCELADO
Idosa faz doação de casa avaliada em R$ 535 mil para pastores, mas Justiça anula 'presente' em MS