Menu
SADER_FULL
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
concurso da Polícia Civil

Candidatos suspeitam de convocações irregulares em concurso da Polícia Civil

Segundo os candidatos afetados, a SAD está realizando nomeações erroneamente

5 Set 2014 - 09h51Por Mídia Max

Candidatos ao cargo de investigador de polícia que participaram do último concurso da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul denunciam que outros participantes são nomeados sem possuírem a pontuação mínima exigida. De acordo com a SAD (Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos), as nomeações estão respeitando todos os procedimentos exigidos pelo edital do concurso e pela legislação, além de serem respaldadas por uma decisão judicial.

Segundo os candidatos afetados, a SAD está realizando nomeações erroneamente, passando à frente candidatos com média de 52,5 pontos, em detrimento de outros com pontuação de 53.

Divulgação

“Isso é um erro muito grande! Estão passando na frente de nós porque há uma decisão judicial que pede para reintegrar candidatos que haviam sido excluídos deste concurso, porém, essa decisão é clara ao afirmar que só será reintegrado quem possuir pontuação suficiente”, destaca um estudante que prefere não se identificar.

Segundo esse concurseiro, a SAD está nomeando todos que haviam sido excluídos, independentemente de terem, ou não, os pontos exigidos. “Parece que não leram direito a decisão judicial”, diz.

Essas pessoas foram excluídas porque o curso de defesa pessoal (que vale como prova de títulos) havia sido considerado irregular, porém, o juiz, posteriormente mudou a decisão, afirmando que esse curso é válido.

Esta decisão foi proferida pelo desembargador Atapoã da Costa Feliz, da 2ª Seção Cível do Tribunal de Justiça.

Já outra candidata, afirma que já telefonou para a SAD e foi informada, por uma servidora, que eles têm a consciência das nomeações de pessoas com notas menores, porém, vão continuar nomeando por se tratar de uma decisão judicial.

“Ela (servidora da SAD) me disse que é advogada e sabe muito bem o que está fazendo. Se não cumprirem uma ordem de um juiz pode acarretar em prisão”.

Paradoxalmente, embora não considere que há erros na nomeação, a SAD informou que a PGE-MS (Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso do Sul) já foi acionada para recorrer, judicialmente, dessa decisão que a obrigou a nomear esses candidatos.

Esses candidatos, 30 no total, haviam sido excluídos do com concurso com a justificativa de que eles feriram o item XIII do Edital n. 1/2013 – SAD/SEJUSP/PCMS, de 30 de agosto de 2013, do anexo único do Concurso Público de Provas e Títulos da Carreira Polícia Civil/ PCMS/2013, onde consta que o candidato não pode ter antecedentes criminais, transgressões disciplinares e nem repercussão social de caráter negativo ou que comprometa a função de segurança ou confiabilidade da instituição policial.

Além disso, eles foram acusados de adulterar a carga horária do curso de defesa pessoal do qual participaram.

O concurso

A prova para esse concurso foi realizada no dia 20 de outubro de 2013. Na ocasião foram oferecidas 256 vagas para os cargos de perito oficial (15); perito papiloscopista (20); investigador (174) e para escrivão (47). Os salários variam de R$ 3.031,80 a R$ 5.264,40.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOI MACONHA
BOI MACONHA: Mais de 02 toneladas de maconha é apreendido em caminhão boiadeiro
DEU RUIM
Ladrão causa curto-circuito ao furtar fios de um poste de energia em MS
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
PAIXÃO PELA PM
Fã da Polícia Militar, pequeno João Guilherme ganha visita surpresa em aniversário
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
ACIDENTE FATAL
Homem de 48 anos morre ao cair de árvore quando tentava apanhar manga
ACIDENTE FATAL
Coordenadora de compras é encontrada morta caída ao lado de sua Honda Biz em MS
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista