Menu
SADER_FULL
domingo, 5 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
NOITE DE TERROR

Bandidos tocam o terror, trancam casal em banheiro e fazem 'limpa' em residência em MS

Eles roubaram diversos objetos da casa

26 Mar 2020 - 09h50Por Topmidia news

Três bandidos armados com facão e barras de ferro renderam um casal por volta das 23 horas de ontem (25), dentro de uma casa no bairro Jardim Leblon, em Campo Grande.

Segundo o Boletim de Ocorrência, os assaltantes entraram na casa pela porta da cozinha. “Fiquem quietos, que não queremos matar ninguém, vamos para o banheiro, se cooperar, não vamos matar ninguém”, disse um dos bandidos durante a abordagem.

Em seguida, eles começaram a revirar a casa. “Cadê o dinheiro, as joias e as armas, a gente sabe que vocês são polícia”, disse outro assaltante.

O casal foi amarrado e levado para o banheiro da casa. Eles deixaram a casa levando joias, diversos objetos, celulares e o carro da família, um veículo Hyundai Creta.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Menor cai com moto e tio que estava de carona morre em Dourados
DOURADOS - ASSASSINATO
AGORA: Secretário Municipal é assassinado dentro de salão de cabeleireiro em Dourados
ABSURDO
Após denúncia de maus tratos, bebê de 3 meses é encontrado com crânio fraturado
A MARDITA DA PINGA
A MARDITA: Homem mata amigo a facadas após terem passado o dia bebendo juntos
MUNDO MEDONHO
Mulher flagra marido com novinha e a faz andar pelada na rua
AÇÃO POLICIAL - TOQUE DE RECOLHER
Dona de bar é detida por descumprir toque de recolher em noite de arrastão policial em MS
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
FINAL TRISTE
FINAL TRISTE: Pai de jovem morta conta sobre última conversa com a filha: 'Oi paizinho. Depois nós s
BARBÁRIE
BARBÁRIE: policial paraguaio mata filhos de 1 e 2 anos, sogros, cunhadas e se mata
CONFLITO
Venezuela: operações de segurança deixam 1,3 mil mortos em cinco meses