Menu
SADER_FULL
quarta, 2 de dezembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
CAMPO GRANDE

Avó de bebê de três dias sequestrada aponta suposta assistente social como suspeita

18 Nov 2013 - 15h50

A família da bebê de três dias de vida sequestrada no sábado (16), no bairro Dom Antônio Barbosa, está completamente apavorada e aflita com o paradeiro da criança sequestrada. Eles desconfiam de uma suposta assistente social que conversou com a adolescente de 14 anos, mãe da menina, na quinta-feira (14) logo após o parto.

De acordo com a avó da bebê desaparecida, Meire da Silva Batista, 33 anos, essa assistente social entrou no quarto onde estava a adolescente e fez varias perguntas relacionadas ao endereço da menina, as condições familiares, dentre outras questões.

A mulher ainda teria aconselhado a garota a esperar até segunda-feira para registrar a criança. A bebê desaparecida irá se chamar Nicole e nasceu com três quilos e 30 gramas.

“O parto aconteceu no Hospital da Mulher, nas Moreninhas, e normalmente no próprio hospital tem alguém para orientar em relação ao registro da criança. E essa assistente social não tinha nenhum crachá, nenhuma identificação nem nada”, afirma a avó da criança.

A mulher tem outros dois filhos alem da adolescente de 14 anos, um menino de um ano e uma menina de três anos. “As minhas crianças não saem nem para ir para creche. Eu estou completamente apavorada com a situação”, conta.

A mãe da bebê desaparecida se mostra muito triste e diz não ter ideia do paradeiro de sua filha. “Estou mal, não tenho ideia de onde minha filha está. Só espero que esteja bem. Eu não sei quem poderia ter feito isso com a minha filha”, fala desesperada.

As duas contam que desde o dia do parto um carro vermelho, identificado como um Fiat Premio por elas passou a rondar a casa. Os vizinhos afirmam que os ocupantes do veiculo perguntavam no bairro onde morava a garota. “Eles já sabiam e estavam em busca da criança”, diz Meire.

O sequestro

No sábado, dia do sequestro, a adolescente de 14 anos foi abordada juntamente com a sua mãe quando elas saíram da casa de uma tia e estavam em direção à própria residência, a uns 300 metros de distância.  A jovem afirma que viu o carro em frente parado na casa da tia, mas jamais desconfiaria do que iria acontecer.

A adolescente ainda tentou resistir, mas o motorista do veículo desceu com uma arma de fogo na mão, e a ameaçou de morte para que ela entregasse a criança. O sequestro aconteceu na rua 10, no bairro Dom Antonio Barbosa. A mãe, de 14 anos, mora na rua 6 no mesmo bairro e estava indo para casa no momento do crime.

 

 

Minanar Junior
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXECUÇÃO NA NOITE
Adolescente é chamado no portão de casa e morto a tiros em MT
CAARAPÓ
Bombeiros acharam livro de satanismo e pai com bebê no colo 'velando' garota morta com mata-leão
PRORROGADO
Deputado Barbosinha articula com governo e consegue prorrogar validade do concurso da Agepen
ASSASSINATO
Homem de 27 anos é assassinado na área da favela em cidade do MS
AFOGAMENTO
Polícia Militar salva vítima de agressões e afogamento no interior de MS
APETRECHOS PROIBIDOS
Morador em Fátima do Sul é preso em flagrante armando redes de pesca na Ilha do Sol
OPORTUNIDADES
Detran inicia nesta quarta-feira (02), leilão de 479 sucatas aproveitáveis de motos e automóveis
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata mulher em boate e depois morre carbonizado em acidente
EXECUÇÃO
Noite de terror deixa um homem morto, mulher e criança baleadas
TENTATIVA DE SUICÍDIO
Mulher perde guarda dos filhos e tenta se jogar de viaduto