Menu
SADER_FULL
terça, 1 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
UNIGRAN DOURADOS
campo grande - caso Erlon

Além do carro de Erlon, homem ganhou R$ 24 mil com adulterações

29 Abr 2014 - 17h07Por Campo Grande News

Além de vender as placas para “legalizar” o carro roubado do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, 32 anos, o funcionário da Íons Comércio de Placas para Veículos, Luiz Fernando Flores Valenzuela, 27, faturou cerca de R$ 24 mil com a adulteração de placas. Ele, que está preso desde sexta-feira, e o proprietário da empresa foram indiciados por formação de quadrilha e adulteração de placas.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes Cano, titular da Defurv (Delegacia de Furto e Roubo de Veículos), Luiz Fernando confessou que cobrou R$ 120 por cada placa para ser colocada no carro do veículo Golf roubado de Golf.
Ele relatou que o acusado pela execução do empresário, Thiago Henrique Ribeiro, 21, ligou e encomendou as placas para um veículo comprado pelo pai. À Polícia, Thiago contou que viu um Golf branco, a venda no site Shopcar.com, e encomendou as placas com o mesmo número. Luiz Fernando alegou que não sabia de que estava se envolvendo no latrocínio.

Maria de Lourdes contou que o funcionário da Íons Comércio usava a estrutura da empresa para adulterar placas há quatro anos. Neste período, ele deve ter faturado aproximadamente R$ 24 mil, já que foram 200 placas, sendo que cada uma era vendida a R$ 120. “Ele vendia de três a quatro placas por semana”, afirmou a delegada.

O esquema funcionava da seguinte maneira: Luiz Fernando recebia a “encomenda” e pediu a confecção das placas, que eram encaminhadas ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Ao chegar no órgão, Luiz Fernando pegava as placas e as colocava na mochila para entregar aos “clientes”.

O funcionário teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e não tem antecedentes criminais. Ele vai responder pelos crimes de formação de quadrilha e adulteração de placas, que podem acarretar na condenação de até 20 anos de reclusão.

O proprietário da Íons, José Ribamar Rodrigues Leite da Costa, também foi indiciado pelos dois crimes e mais o de omissão de cautela (por ter sido omissão e não ter denunciado o funcionário).

 
Maria de Lourdes apresentou o resultado final do caso Erlon Bernal (Foto: Marcelo Victor)Maria de Lourdes apresentou o resultado final do caso Erlon Bernal (Foto: Marcelo Victor)
 
Placa adulterada que foi afixada no carro de empresário morto por bandidos (Foto: Marcelo Victor)Placa adulterada que foi afixada no carro de empresário morto por bandidos (Foto: Marcelo Victor)

Confissão – Em entrevista à imprensa, na tarde de hoje na Defurv, Luiz Fernando admitiu que adulterava as placas há três anos. Ele disse que pratica o crime para ganhar um extra. “Não fazia esquema”, ressaltou.

Ele contabiliza que ajudou a adulterar 200 placas. Durante a entrevista, reforçou que agia sozinha e inocentou o dono da empresa de qualquer participação no esquema.

Em dois depoimentos à Polícia, José Ribamar também negou qualquer participação no esquema de adulteração feito há quatro anos em sua empresa.

Conclusão – Com o indiciamento dos dois, a delegada deu por encerrado o inquérito envolvendo a morte de Erlon, ocorrida no dia 1º deste mês.

Além dos dois, a Polícia indiciou outros quatro homens pelo crime: Thiago, Rafael Diogo, o Tartaruga, 24, Jefferson dos Santos Souza (dono da arma), e o funileiro Ataíde Pereira dos Santos. Uma adolescente de 17 anos também foi apreendida por participação no crime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXECUÇÃO
Noite de terror deixa um homem morto, mulher e criança baleadas
TENTATIVA DE SUICÍDIO
Mulher perde guarda dos filhos e tenta se jogar de viaduto
MORTA NA CAMA
Esteticista é esfaqueada dois dias após 'casar'; Polícia investiga o marido
BRASIL - 173.229 MORTES
Casos e mortes por coronavírus no Brasil: 1° de dezembro, segundo consórcio de veículos de imprensa
IRREGULARIDADES
Seis postos de combustíveis abastecem menos do que o informado na bomba em MS
VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO
Em menos de 06 horas duas pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito em Rio Brilhante
refens TERROR NA AGÊNCIA
Quadrilha sitia Centro de Criciúma e faz reféns em assalto a banco
Suspeito foi preso no assentamento onde morava com as vítimas. (Foto: Polícia Civil) CASO DE POLÍCIA
Homem estuprava as filhas de 11 e 14 anos e contava com o apoio da mãe em MS
SOB INVESTIGAÇÃO
Homem é encontrado morto dentro de banheiro de apartamento em Dourados
EXECUÇÃO
Homem é encontrado na fronteira com corpo carbonizado e com marcas de tiros