Menu
SADER_FULL
sexta, 27 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
campo grande

Acusado de agredir namorada se cala e não fala com a delegada

22 Jan 2014 - 15h32Por Campo Grande News

Acusado de agredir a namorada Giovanna Nunes Tressi de Oliveira, 18 anos, na noite de réveillon, Matheus Georges Zadra Tannous, 19, ficou calado e não respondeu às perguntas da Polícia na primeira tentativa de depoimento. Ele está desde às 12h na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), na Capital.

O jovem, que teve a prisão preventiva decretada no dia 8 de janeiro deste ano, foi preso na madrugada de hoje no Hospital Nosso Lar, na Vila Planalto. Ele foi encaminhado para a unidade psiquiátrica após ser encontrado perdido e perambulando pela rua pelo pai, o médico Michel Georges Tannous.

Segundo a titular da Deam, delegada Rosely Molina, o jovem está preso e será encaminhado para uma das celas da 4ª Delegacia de Polícia, no Conjunto Moreninhas, na saída para São Paulo. Antes, ele vai passar por exame de corpo delito.
Matheus está num canto da delegacia e não quer falar sobre as acusações de que agrediu a namorada. De acordo com a delegada, na primeira tentativa, o jovem ficou em silêncio e não respondeu as perguntas.

Há pouco, após três horas na delegacia, ele voltará a ser inquirido oficialmente pela delegada. Ela quer esclarecer as contradições sobre a noite em que a jovem sofreu os ferimentos no rosto. Matheus, no primeiro depoimento, negou que tivesse agredido a jovem. Ele disse que os dois beberam conhaque e os ferimentos ocorreram porque ele derrubou a jovem duas vezes ao tentar colocá-la no sofá.

 
Delegadas falam sobre a prisão de Matheus, na madrugada de hoje (Foto: Graziela Rezende)Delegadas falam sobre a prisão de Matheus, na madrugada de hoje (Foto: Graziela Rezende)

No entanto, testemunhas relataram que houve brigas no apartamento. Outro ponto a ser esclarecido é que a perícia não encontrou sinais de arrombamento no banheiro, onde o jovem diz ter entrado a força para resgatar a namorada. Peritos só constaram sinais de que a porta foi forçada.

Dificuldade – A delegada não gostou da viagem de Giovanna para Londrina. A jovem viajou junto com a mãe após ser liberada pela psicóloga, mas não prestou depoimento. A Polícia deverá ouvi-la por meio de carta precatória.

Para Rosely, a viagem vai dificultar as investigações. Ela também está cobrando o resultado do exame de corpo delito, que ainda não foi concluído.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIA TRISTE
NÃO DEU TEMPO: 'Ceará' morre na véspera de encontro com os filhos que não via há 23 anos
FORÇA TÁTICA DE FÁTIMA DO SUL
Força Tática de Fátima do Sul apreende mais de 100 quilos de maconha
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente entre ônibus e caminhão matou 41 pessoas
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Mãe e Bebê de dois meses morrem após carro bater em coqueiro em Bonito (MS)
DISPARO ACIDENTAL
Quando colhia castanhas, Índia de 14 anos é morta com tiro disparado pelo próprio marido
COISA DE FILME DE TERROR
Vizinhos de massagista estão em choque com crueldade do crime em cidade do MS
TRAGEDIA NA RODOVIA
Violento acidente entre ônibus e caminhão em rodovia provoca 22 mortes
BARBÁRIE
Chargista é esquartejado e corpo colocado em malas
GOLPE
Pai e filha são vítimas de golpe em Dourados e perdem R$ 8,5 mil
VICENTINA - ACIDENTE
Freios falham e Fiat Strada bate em árvore e quase atinge banca de frutas em Vicentina