Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de janeiro de 2022
Busca
AQUISIÇÃO DE VACINA

Vicentina e 10 cidades do MS aderiram a consórcio para compra de vacina contra Covid-19

Já aderiram as prefeituras de: Campo Grande, Ribas do Rio Pardo, Rochedo, Figueirão, Vicentina, Selvíria, Três Lagoas, Parnaíba, Jatei, Maracaju e Água Clara.

4 Mar 2021 - 13h43Por G1 MS

Mato Grosso do Sul tinha até a noite desta quarta-feira (3), 11 cidades que aderiram ao consórcio para compra de vacinas contra a Covid-19. O movimento liderado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) deu prazo até sexta-feira (5) para que os municípios façam a adesão. A previsão é que a associação seja constituída, legalmente, até 22 de março para, depois disso, possa atuar na aquisição de imunizantes.

Já aderiram as prefeituras de: Campo Grande, Ribas do Rio Pardo, Rochedo, Figueirão, Vicentina, Selvíria, Três Lagoas, Parnaíba, Jatei, Maracaju e Água Clara.

Como vai funcionar o consórcio:

  • A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) reúne as 412 cidades com mais de 80 mil habitantes, mas qualquer município poderá aderir ao consórcio público para aquisição de vacinas.
  • O prazo para manifestação de interesse termina na sexta-feira (5);
  • Não há nenhum custo ao município para a adesão ao consórcio;
  • Os custos para a formação legal do consórcio público serão pagos pela FNP;
  • Os municípios terão 15 dias para aprovar um projeto de lei nas Câmaras municipais que autorizam a adesão ao consórcio público;
  • Somente após a constituição legal, com a criação de um CNPJ e a escolha de diretoria, o consórcio estaria apto a fazer a compra de vacinas.

A formação do consórcio ocorre em meio ao aumento dos casos de Covid-19 no Brasil. O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, divulgou nesta segunda uma carta com sugestões de medidas urgentes contra o iminente colapso das redes pública e privada de saúde, entre elas um toque de recolher nacional e fechamento de escolas, bares e praias.

Recursos

De acordo com o presidente da FNP, a primeira opção do consórcio é a utilização de recursos do governo federal para compra de vacinas, mas transferências de recursos por organismos internacionais, participação da iniciativa privada ou mesmo a compra via cota dos municípios serão discutidas.

A FNP informa que o consórcio tem interesse em todas as vacinas que não estiverem no escopo do Ministério da Saúde, mas que possuam aprovação para utilização na Anvisa ou em organismos internacionais, entre elas está a vacina da Pfizer/Biontech, que obteve registro definitivo da Anvisa.

Leia Também

FOTO: FÁTIMA NEWS FÁTIMA DO SUL - AGORA É OBRIGATÓRIO
Uso de máscara e passaporte de vacinação para atividades aquáticas é obrigatório em Fátima do Sul
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LUTO FATIMA DO SUL
Aos 68 anos problema pulmonar tira a vida do Euclides do BNH de Fátima do Sul
EXPLOSÃO DE CASOS
Com 164 novas infecções, Nova Andradina registra 734 casos ativos de Covid-19
COVID X INFLUENZA
Boletim confirma mais 4 mortes por influenza e 3 por Covid em Mato Grosso do Sul
Foto: Saul Schramm/Arquivo COVID-19 NO MS
Estado abre 10 novos leitos de UTI-Covid no Hospital Evangélico de Dourados
FÁTIMA DO SUL - POSTO FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO POPULAÇÃO
Fátima do Sul reabre posto exclusivo para atendimento com sintomas gripais, veja o endereço
FATALIDADE
Homem morre após ser atacado por abelhas em cidade do MS
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
CORONAVÍRUS
Datafolha: Norte e Centro-Oeste tiveram mais reinfecções por Covid-19