Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 20 de maio de 2022
SADER_FULL
Busca
INFRINGIU A LEI

Vereador de Dourados pode ter mandato cassado por furar toque de recolher

O médico, Diogo Castilho estava em jantar com colegas fora do horário permitido

27 Abr 2021 - 08h12Por Campo Grande News

O vereador Diogo Castilho (DEM) virou alvo de pedido de cassação do mandato por quebra de decoro em Dourados. Ele é acusado de desrespeitar medidas sanitárias adotadas para frear o contágio da covid-19.

O cirurgião geral, Castilho foi acusado de descumprir o toque de recolher durante jantar com colegas médicos, na noite de 14 deste mês. O pedido de cassação foi apresentado pelo empresário douradense Luan Padilha Araújo. 

O evento ocorrido em restaurante localizado na rua Albino Torraca, na Vila Progresso, foi encerrado pela Guarda Municipal às 22h15. Naquele dia, a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul já adotava o toque de recolher das 21h às 5h, em vigor até hoje.

A representação pedindo abertura de Comissão Processante contra Diogo Castilho foi protocolada pelo empresário às 9h02 de ontem, na secretaria da Câmara. Aos 36 anos de idade, o médico foi eleito para o primeiro mandato no dia 15 de novembro do ano passado com 1.105 votos.

Na denúncia, Luan Araújo cita que todos os municípios brasileiros têm adotado regras para circulação e de funcionamento do comércio na tentativa de conter a doença e lembra que o isolamento social tem demonstrado grande eficácia para reduzir as taxas de contágio do vírus.

“Observa-se que no dia 14 de fevereiro de quarta-feira) o município de Dourados encontrava-se na bandeira vermelha, de modo que o toque de recolher a ser observado por todos era às 21h”, cita o empresário.

Na representação, ele afirma que na noite de 14 deste mês, quando a Guarda Municipal chegou ao local para verificar a denúncia, o gerente teria falado que entre os presentes estava um vereador, sem citar nome de Diogo Castilho.

Entretanto, o site Dourados Informa noticiou no dia 19 que o vereador era Diogo Castilho noticiou no dia 19 que o vereador era Diogo Castilho e que ele teria deixado o restaurante em uma caminhonete preta. Cópia da reportagem do site douradense foi anexada à denúncia.

 “Percebe-se, portanto, que o representado [Diogo Castilho] foi flagrado violando regra das autoridades sanitárias municipais, em claro desacordo, não só com suas funções como vereador, como também com o julgamento a Hipócatres””, afirma o autor da denúncia.

Para o empresário Luan Padilha Araújo, o vereador democrata descumpriu o Regimento Interno da Câmara e deve perder o mandato por “proceder de modo incompatível com a dignidade da Câmara ou faltar com o decoro na sua conduta pública”.

O autor da denúncia cita que o Código Penal prevê aumento da pena em um terço quando o crime for cometido por médico. “O decoro parlamentar pode ser classificado como comportamento moral e exemplar que é esperado dos representantes políticos eleitos”, afirma. O Campo Grande News procurou o vereador, mas ele ainda não se manifestou.

Leia Também

Fotos: Chico Ribeiro AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Centro Brasil no Clima defende continuidade das ações do programa Estado Carbono Neutro
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo de MS envia mais de meio milhão para a troca de lâmpadas em Cassilândia
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador assina convênios para obras em Coronel Sapucaia, Bela Vista e Santa Rita do Pardo
Fotos: Chico Ribeiro AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Ao receber homenagem, governador destaca a importância do agronegócio no crescimento de MS e Brasil
REGULARIZAÇÃO MORADIA
"Estamos confiantes", dizem moradores com a regularização de imóveis do Conjunto Aero Rancho I
CONCESSÃO DE RODOVIAS
Audiência pública nesta quarta-feira discute concessão de três rodovias em MS
OBRAS DO GOVERNO EM DOURADOS
Governador entrega mais R$ 61 milhões em obras que vão mudar a realidade de Dourados
AÇÕES DO DEPUTADO BARBOSINHA
Barbosinha pede investimentos em infraestrutura para Parque dos Ipês e Estádio Douradão
VEREADOR LAURINDO BARBA FÁTIMA DO SUL - NA TRIBUNA
Barba e Nelson Pisano pedem reforma completa da Escola Municipal CAIC em Fátima do Sul
Fotos: Monique Alves MAIS SOCIAL - MS
Cartão Mais Social de R$ 300 beneficia famílias em MS e carne e gás encabeçam lista de prioridades