Menu
BANNER IMPRESSORAS
quarta, 29 de junho de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
ASSASSINATO NA ESCOLA

Velório de adolescente que morreu após briga escolar é marcado por revolta

Alekson foi velado e sepultado nesta quinta-feira (23); família questiona causa da morte

23 Jun 2022 - 14h41Por Ric Mais

Nesta quinta-feira (23), o corpo de Alekson Ricardo Kongeski foi velado e enterrado em Apucarana, no norte do Paraná. Ele, que tem 13 anos, morreu após se envolver em uma briga escolar registrada na noite desta terça-feira (21). Familiares não aceitam a informação da Polícia Civil de que a morte não foi causada por espancamento.

Velório de adolescente que morreu após briga escolar em Apucarana é marcado por revolta

(Foto: Eliandro Piva/RICtv/Redes sociais)

Na quarta-feira (22), em entrevista ao vivo para o apresentador do Balanço Geral Londrina, Giuliano Marcos, o delegado Felipe Pinheiro Rodrigues fala sobre as investigações. Ele diz que o menino pode ter morrido em decorrência de um mal súbito, e não devido à agressões. Isso porque o corpo do jovem não teria marcas de violência.

Entretanto, a família discorda da possibilidade e questiona a informação. A tia de Alekson, Patrícia Kongenski, afirma ter visto ferimentos no corpo.

 

Eu quero que venham e que me falem que naquele corpo não tem marca de agressão. Ele está com as mãos tudo raladas, o rosto roxo […]. Como que aquilo não é agressão? Aquilo é agressão. […] Se ele teve morte súbita, ela veio através da agressão que ele sofreu”,

disse Patrícia Kongenski.

A família, que confirma o quadro de convulsão, acredita que a briga poderia ter sido evitada pelo Colégio Padre José Canale. De acordo com Andressa dos Santos, madrasta de Alekson, a briga estava “marcada” para segunda-feira (20) porque o jovem havia defendido outro aluno.

“Quando foi na terça-feira, armaram para pegar ele na saída do colégio. Só que não deu tempo”,

conta Andressa.

De acordo com a Polícia Militar (PM), seis adolescentes estão envolvidos nas agressões. O delegado Felipe Pinheiro Rodrigues disse que somente uma pessoa teria agredido o adolescente e as outras teriam participação apenas prestando “assistência moral ao fato”.

 

 Instituto Médico Legal (IML) deve fazer novos exames. O laudo oficial deve ser divulgado em 10 dias. Os seis adolescentes envolvidos no caso prestaram depoimentos e foram liberados.

A briga aconteceu na Rua Emiliano Perneta. A PM o encontrou caído no chão com uma pessoa sobre o seu corpo fazendo massagem cardíaca, tentando reanimá-lo. A troca de socos e chutes foi filmada por testemunhas.

Leia Também

PAI MONSTRO
Pedófilo estuprava menina de 13 anos e dizia: É normal entre pai e filha
SURTO PSICÓTICO
Mulher que desapareceu após se despedir da família volta para casa
ACIDENTE FATAL
Motociclista fura blitz em cidade do MS, perde controle, cai e morre
CRIME PASSIONAL
Morre homem que atirou contra a própria cabeça após matar ex-esposa em MS
BEBEDEIRA X MORTE
Bebedeira termina com rapaz de 27 anos assassinado a tiros em conveniência de MS
FOTOS: BOMBEIROS DE FÁTIMA DO SUL FÁTIMA DO SUL - RESGATE
'Black' fica preso em grade e Bombeiros são acionados em Fátima do Sul
AÇÕES EDUCATIVAS
Depen destaca ações educativas em presídios de MS
ULTRAPASSAGEM FATAL
Casal morre após carretas tentarem atravessar ponte ao mesmo tempo
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Mulher deixa mensagem de despedida e some após sair de igreja
LUTO NAVIRAI
Mulher morre em acidente na MS-141 ao bater em carro parado para trocar pneu em Naviraí