Menu
SADER_FULL
sexta, 3 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
POLÊMICA

Silas Malafaia diz que não vai fechar igreja por causa do coronavírus

Em vídeo, Malafaia defende que igrejas não devem fechar. "Tão importante quanto todas essas medidas contra o coronavírus, a fé é fundamental", disse o pastor

20 Mar 2020 - 08h25Por Pleno News

Na tarde desta terça-feira (17), o pastor Silas Malafaia usou as redes sociais para dizer que não pretende fechar as portas de sua igreja, por enquanto. Ele publicou um vídeo a respeito do pânico causado pelo surto do coronavírus e defendeu a importância da fé.

– Eu vou mostrar para você que em tempos de pânico, paranoia e incertezas, a importância da fé… Não existe vacina ou remédio contra o coronavírus. É o próprio organismo que faz a defesa. O pânico gera ansiedade exacerbada e descontrole emocional cujo resultado faz com que suas defesas imunológicas baixem; você fica mais sensível à doença. A fé é o mais poderoso agente do ânimo, é o agente ativador do ser, que faz uma pessoa ser otimista, acreditar na vitória. Tão importante quanto todas essas medidas contra o coronavírus, a fé é fundamental – afirmou.

Segundo o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, por saber da importância da fé é que governadores ainda não emitiram decretos contra a abertura das igrejas no Brasil.

– Por isso, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o de São Paulo, João Doria, e outros governadores, nas suas recomendações e decretos não falam nada de religião; porque essa não é a área deles, mas é de fundamental importância nessa hora. Por isso, eu não vou diminuir cultos e também não vou fechar a igreja. Eu só vou parar com cultos, e Deus nos livre [disso], se essa pandemia ‘explodir’ no Brasil, e parar ônibus, três, metrô, shoppings, aí eu paro o culto – disse.

Malafaia afirmou que ainda que a realização de cultos seja proibida, ele continuará à disposição das pessoas.

– Mesmo assim, vai ter uma porta aberta na igreja onde eu sou pastor, e eu como pastor vou estar lá não para fazer culto, mas para atender as pessoas. Essa é a minha obrigação, o meu dever – falou.

TRANSPORTES PÚBLICOS
Na gravação, o pastor voltou a falar sobre a situação dos coletivos e cobrou ações das autoridades.

– Vamos deixar de hipocrisia. Um terço da população usa transportes públicos. Em São Paulo são 4 milhões de pessoas por dia, no Rio de Janeiro mais de 2 milhões andando em verdadeiras latas de sardinha. [E] quer dizer que a Igreja vai promover [o vírus]? Na minha opinião, o que os governantes têm que fazer: no final de cada ponto de ônibus, no final de cada linha de trem e metrô, tem que ter uma força tarefa para fazer uma limpeza para amenizar porque o povo não tem outro meio a não ser utilizar isso. Então, vamos deixar de hipocrisia e conversas porque não vou diminuir culto nem fechar a porta da igreja porque eu entendo a importância da fé, da estrutura emocional para combater essa enfermidade. Deus tenha misericórdia do Brasil – concluiu.

Estou dando uma razão irrefutável por que igrejas não podem fechar as portas em tempos de crise e medo. https://youtu.be/10HeuBMsOLs 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DECLINIO
Bispos e pastores da Universal se rebelam contra Edir Macedo e mudam nome da igreja em Angola
RELIGIÃO
VIDEO: Gloriadouradense viralizou na internet lavando louça e adorando a Deus
DESAFIANDO O PERIGO
Em culto lotado, fieis são convidados a compartilhar abraços em igreja de MS
SÚPLICAS
COVID: Marquinhos mostra fervor religioso e Campo Grande tem ‘blindagem’
MISSA 7º DIA
Familia do saudoso Luiz Carlos convida para Missa 7º Dia Virtual em Fátima do Sul
DEVOÇÃO
Foto de criança rezando ajoelhada em rua deserta viraliza na web
RELIGIÃO
Pastor Valdemiro Santiago cobra R$ 1 mil por semente que 'cura' covid-19
RELIGIÃO
Igrejas poderão abrir com 60% de sua capacidade
RELIGIÃO
Católicos realizam carreata com imagem de santa em Fátima do Sul pedindo proteção
RELIGIÃO
Com igreja fechada pelo coronavírus, Pe. Reginaldo Manzotti faz missa com fotos de fieis na Igreja