Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 18 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ERUPÇÃO SOLAR

Nasa registra maior explosão solar desde 2017

Fenômeno espacial causou breve "apagão" de rádio na Terra

5 Jul 2021 - 15h28Por Diario do Nordeste

A Nasa, agência espacial norte-americana, registrou, no último sábado (3), a maior explosão solar já vista desde 2017. Conforme as autoridades, a força da explosão foi suficiente para provocar um breve "apagão" de rádio na Terra.

O órgão governamental divulgou uma imagem que mostra a erupção solar, a qual pode ser vista em destaque na parte superior direita da estrela.

Segundo a Agência Espacial Europeia (ESA), uma erupção solar é uma tremenda explosão que ocorre no Sol quando a energia armazenada em campos magnéticos "torcidos" — geralmente acima das manchas solares — é liberada subitamente.

Em questão de apenas alguns minutos, elas aquecem o material a "muitos milhões de graus" e produzem uma explosão de radiação em todo o espectro eletromagnético, incluindo ondas de rádio a raios X e raios gama. Elas podem ser classificadas em três tipos: C, M e X.

A erupção desse sábado ocorreu em uma mancha solar denominada "AR2838", sendo classificada pelo Space Weather Prediction Center (SWPC), o centro de Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA, como um poderoso evento de classe X.

O QUE É EXPLOSÃO SOLAR DE CLASSE X

De acordo com a Space, publicação especializada em conteúdos de espaço e astronomia, as explosões solares de classe X são o tipo mais forte de erupção solar. Caso ocorram em direção à Terra, podem chegar a pôr astronautas e satélites em perigo no espaço, bem como interferir nas redes energéticas do planeta.

Além disso, as erupções solares mais moderadas de classe M também podem sobrecarregar as auroras da Terra e proporcionar "exibições deslumbrantes".

O portal climático Spaceweather, que rastreia eventos espaciais, informou que a erupção, de classe X1.5 na escala que rastreia eventos solares, girou para o outro lado do Sol. "A mancha se foi tão rápido quanto apareceu", comunicou o veículo, acrescentando que, no dia 4 de julho, a explosão girou sobre o noroeste e passará as próximas duas semanas transitando pelo outro lado da estrela.

Ainda conforme o Space, o clima solar, assim como o do planeta Terra, também possui ciclos particulares, os quais podem ter fases ativas e outras com níveis mais baixos de atividade. O atual, chamado ciclo solar 25, teve início em 2020. 

Leia Também

CHUVA E FRIO
Previsão é de granizo, 8°C e até geada em MS
ENERGIA SOLAR NO MS
Governo do Estado abre edital de licitação para Centrais de Energia Elétrica Fotovoltaicas
CARTÃO DE CRÉDITO
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
CLIMA FRIO
MS deve registrar temperaturas mínimas de até 5°C
PÕE O CASACO
Previsão indica que calorão vai ceder e frio pode chegar com tudo em Fátima do Sul e região
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Infovia Digital: Centro de Operações será construído em Campo Grande
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias
GRANDE NOVIDADE
Óculos 'falantes' para estudantes cegos chegam ao Brasil
NOVA CARTEIRA DE IDENTIDADE
Nova carteira de identidade começa a ser emitida só com o CPF
ELEIÇÃO 2022
E-título pode substituir título eleitoral de papel no dia da votação