Menu
SADER_FULL
quarta, 29 de junho de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
AERÓDROMO ILUMINADO

Iluminação noturna no aeródromo Santa Maria é divisor de águas para a aviação de Mato Grosso do Sul

6 Mai 2022 - 08h03Por Portal do MS

Campo Grande conta, desde a noite de quinta-feira (5), com dois locais para pousos e decolagens no período noturno. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), entregou a iluminação noturna do aeródromo Santa Maria, localizado na saída para Três Lagoas.

Em atividade no aeródromo há 13 anos, o piloto Alderi Dal Lago, o Alemão, conta que a iluminação na pista do local coloca fim a uma luta de dez anos.  “Fazem dez anos que a gente vem pedindo, lutando. O governador Reinaldo Azambuja prometeu que faria a iluminação e está cumprindo hoje. É um avanço para o Estado e para a aviação muito grande”, disse.

Alderi é proprietário de cinco hangares no aeródromo e atende voos comerciais e particulares. O empresário conta que a demanda aumentou tanto que “falta hangar” para o movimento que deve vir com a operação noturna. “O futuro da aviação regional é aqui no Santa Maria”, completa.

Alderi opera no Santa Maria há 13 anos

Com mais de 30 anos de experiência na aviação, o coronel Adalberto Ortale Júnior, piloto da Coordenadoria de Transporte Aéreo da Casa Militar, considera fundamental ter mais de uma opção de pista balizada em uma cidade como Campo Grande, que até então tinha apenas o Aeroporto Internacional. Com estrutura de escola de aviação, a Casa Militar, entre outras atividades, também oferece treinamento para a formação de novos pilotos, inclusive oriundos de outros estados como São Paulo, Mato Grosso e Paraná.

“Parte do treinamento do piloto é executado no período noturno para que ele aprenda as técnicas de pouso e decolagem a noite e se ambiente com a falta de luz natural. Essa parte do treinamento era feito no aeroporto internacional, porém, lá, a Força Aérea Brasileira também treina a noite, o que cria uma certa complexidade para conciliar nosso treinamento com o deles. Agora, com o balizamento da pista do Santa Maria, graças ao empenho do nosso governo, temos a possibilidade de treinar aqui noSanta Maria, não mais se deslocando com a aeronave e todo o efetivo para o internacional”, afirmou o coronel.

Divisor de águas

Para o superintendente Viário da Seinfra, Derick Machado, responsável pelas operações dos aeroportos do Estado, a entrega dos equipamentos é um “divisor de águas” na aviação do Estado. “O Governo do Estado sempre teve essa preocupação com o investimento em diversos modais de transporte e a prova disso é que os aeroportos não ficaram de fora. Hoje o Santa Maria é um aeródromo estratégico para a região”, disse.

O balizamento do Santa Maria, segundo Dérick, vai garantir maior segurança para as operações aéreas em Campo Grande. “A Capital do Estado só tinha um aeroporto com balizamento. Então, em uma condição de emergência, a aeronave trafegando no período noturno teria que alternar e a cidade mais próxima seria Dourados, Bonito, Coxim ou Corumbá. Então, o Santa Maria, com certeza, vem para trazer uma maior segurança para as operações aéreas porque numa condição de emergência ele pode ser usado também”, disse.

Investimento

Além dos novos equipamentos, o Governo do Estado também investiu no preparo da equipe para operar a nova estrutura do Santa Maria. O secretário de Estado de Infraestrutura, Renato Marcílio, considera os investimentos como de “alta significância”. “Esse aeroporto acaba já tendo mais movimentação que o aeroporto internacional, tendo restrição de voo. Agora, com essa iluminação, vai poder operar 24h, o que deve aumentar muito o movimento. A aviação é fundamental para o desenvolvimento. Esse é o primeiro passo aqui no Estado e o Governo vai investir mais em aeroportos”, garantiu.

Para a instalação dos equipamentos foram investidos aproximadamente R$ 2,5 milhões. Além da iluminação, a equipe técnica da Superintendência Viária fez os projetos necessários e apresentaram para a Agência Nacional de Aviação (Anac) e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), aos quais foram aprovados e homologados para reconhecimento das novas características da pista, que antes tinham as dimensões de 1.100 x 23 metros, passando após os projetos para 1.500 x 30 metros.

Joilson Francelino, Seinfra

Fotos: Chico Ribeiro

 

Leia Também

ILUMISOL ILUMISOL ENERGIA SOLAR
Busca por economia aumenta a procura por aluguel de usinas fotovoltaicas no Brasil
DRONES NA FISCALIZAÇÃO
AGEMS inova com uso de drones na fiscalização dos diversos serviços regulados
A CASA CAIU
Marido infiel deixa celular no conserto com bilhete escondido
NOVA FERROESTE
Nova Ferroeste será corredor de escoamento de grãos de Mato Grosso do Sul
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Ciência e tecnologia recebe aporte de R$ 14,8 milhões para nova plataforma clínica em MS
CNH PROVISÓRIA
Mês de maio teve 40.8% a mais de CNH´s provisórias emitidas pelo Detran-MS
DETRAN MS DETRAN/MS DIGITAL
Documento: Detran-MS explica como obter a CNH e CRLV digital no mesmo aplicativo
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador assina contrato da PPP da Infovia Digital
LICENCIAMENTO DE VEÍCULOS
Detran alerta sobre calendário do licenciamento
FRIO ABAIXO DE 0º
Inverno começa semana que vem e terá longa estiagem e frio abaixo de 0°C