Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
VIDEO: AMIZADE QUE SALVA

Fatimassulense Junior Cobeca foi homenageado pela Rede Globo pela sua história comovente

O amigo de infância Florisvaldo do Barreirão (Dourados), para salvar a vida do Junior doou um rim, onde teve coincidências impressionantes (Divinas), transplante realizado em 06/06/2006.

22 Jul 2020 - 15h02Por Adélio Ferreira - Fátimanews

O Amigo Flóris Tenório Lunas Junior, conhecido carinhosamente por “Junior da Cobeca”,que por complicações em sua saúde, faleceu no dia 21/07/2020, em São Paulo, deixou uma história fantástica, que jamais será esquecida pelos familiares e amigos de Fátima do Sul.

O tempo que passou no seio da comunidade fatimassulense , marcado por momentos de muita alegria. Gostava muito de jogar futebol com os amigos. Lembro muito bem, que formou uma equipe, representando as Lojas Cobeca, em um campeonato no Clube Floresta, onde, na época sagrou-se vice campeão.

Participamos, por mais ou menos 5 anos, do Lions Clube de Fátima do Sul. Desempenhou um belíssimo trabalho como presidente do Clube, onde tive a oportunidade de ser o seu secretário, inclusive coordenando a realização da 1ª Convenção Distrital, com um grande desafio, ser anfitrião na cidade vizinha de Dourados. Foi um grande marco para o clube de Fátima do Sul, pois foi a melhor convenção já realizada por um clube do interior, sendo elogiado por todo o Distrito, que compreende cidades do MS e parte de SP.

O jornal O Progresso entrevistou ontemos dois protagonistas do primeiro bloco do Globo Repórter, da Rede Globo de Televisão, que levou ao ar o tema "Amizade que salva". Trata-se da história dos amigos residentes na Grande Dourados que ficaram ainda mais unidos pela doação de um rim.Conforme noticiou, ainda na sexta-feira, o Douradosagora, oprograma foi exibido na sexta-feira, depois da novela das oito.

Eles são o comerciante Flóris Tenório Lunas Jr. e o agricultor Florisvaldo Mazarim. O primeiro, com 39 anos, descobriu que tinha doença grave nos rins. Segundo o médico nefrologista Antônio Pedro Bittencourt, quando Floris chegou ao consultório já tinha indicação para a hemodiálise. O parceiro de bate-bola, o agricultor Florisvaldo Mazarim, foi seu "salvador". Doou um rim ao amigo, que recuperou a saúde.

De acordo com a reportagem, Floris e Florisvaldo se conheceram no futebol. Jogavam em times opostos e se conheciam pelos apelidos: o agricultor Florisvaldo era o Nego; Flóris, o Júnior, nascido numa família de comerciantes. A amizade estreitou depois que Júnior passou a sair com Rose, tia de Angela, que namorava Nego.

Ao longo do tempo, eles descobriram os nomes completos de cada e as coincidências. Além do nome semelhante, eles nasceram na mesma data: 29 de novembro de 1964. Eles ainda torcem para o time do palmeiras.

Flóris e Rose se casaram dez meses antes que Florisvaldo e Angela. As duas engravidaram quase ao mesmo tempo. Com os filhos, os amigos se tornaram compadres.

O parentesco uniu os dois que seguiam em suas vidas pacatas, até Flóris descobrir que estava com uma doença nos rins. Passou a fazer diálise em dias alternados, durante quatro horas. Florisvaldo não agüentou e resolveu doar um rim ao amigo-irmão, que por coincidência tem o mesmo tipo sanguíneo, O Positivo. Mais uma coincidência providencial.

A cirurgia ocorreu em 2006. Na época, a mulher de Florisvaldo estava grávida do quinto filho e teve medo, mas superou, contou a bancária Angela Mazarim ao repórter da Globo. A comerciante Rose Lunas também ficou com o coração dividido. Era mãe de três filhos e temia pelo marido e pelo amigo.

Depois da cirurgia a recuperação de Flóris foi excelente. Passou a poder beber água, o que antes era difícil, por conta da deficiência renal.

A reportagem de O Progresso falou com os amigos na tarde de ontem. Flóris participava de uma festa da Comunidade São José, km 12, da Linha do Barreirão. Ele trabalhava tranqüilamente no caixa da festa, onde é o tesoureiro da comunidade. "Florisvaldo agora é mais do que um amigo, é um irmão que me devolveu a vida, diz Flóris.

Já o seu amigo-irmão, Florisvaldo, encontramos em sua casa, no Jardim Ouro verde, em Dourados. Ele conta que antes do procedimento cirúrgico pouco conhecia sobre a praticidade de doar o rim. Ao tirar as dúvidas com o médico nefrologista Antônio Pedro se certificou que iria doar o órgão, já que nenhum dos familiares do amigo não eram compatíveis. "Fico feliz por Flóris. Hoje vejo ele forte, trabalhando, e toda a história da nossa amizade é algo que não se explica. Não posso dizer se realmente tudo foi uma coincidência", comenta Florisvaldo. (Com informações da Rede Globo de Televisão).

A Historia do transplante de Rim do Flóris e Florisvaldo tem várias coincidências impressionantes (Divinas) e curiosas. Os nomes são parecidos e lembram uma dupla sertaneja. Os dois nasceram em 29 de Novembro de 1964, mesmo dia e ano. Os dois tem o sangue tipo O positivo. Os dois casaram com mulheres da mesma família, uma tia, e outra, sobrinha. Os dois são palmeirenses. Flóris nasceu no interior de São Paulo e Florisvaldo em Mato Grosso do Sul. O transplante ocorreu em 06/06/2006.

O Fátimanews tem o orgulho de prestar essa singela homenagem ao saudoso Junior Cobeca. Que Deus possa confortar os corações dos familiares e amigos. Descanse em Paz!

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAUDE DE LUTO
Servidor da Sesau morre por coronavírus e Campo Grande chega a 200 óbitos pela doença
VITIMA DA COVID 19
“Peguei essa doença fazendo o que amo”, escreveu médico de 32 anos que morreu de Covid-19
SOB INVESTIGAÇÃO
Criança morre em Dourados após passar mal e polícia investiga caso
VITIMA DA COVID 19
Covid-19 não deixou Wesley ver a filha nascer, mas Dia dos Pais será de muito amor e carinho
HOMENAGEM PÓSTUMA
Gestora da Escola São Francisco de Fátima do Sul presta homenagem à professora Cida
FATALIDADE
Restos mortais de adolescente são achados dentro de crocodilo de 4,3 metros
LUTO - ENFERMAGEM
Enfermagem de Campo Grande chora mais um colega morto pela covid: 'tinha um bom coração'
VITIMA DA COVID 19
Aos 38 anos, João Paulo foi levado pela covid-19, mas deixou missão cumprida em MS
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
DOURADOS - 57 MORTES
Dourados confirma o 57º óbito e chega a 4.357 casos registrados desde o início da pandemia