Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 15 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
VIOLÊNCIA INFANTIL

Em operação nacional de combate à violência infantil, 13 mandados são cumpridos em Campo Grande

Operação Acalento tem Dia D para repressão de crimes contra crianças e adolescentes

13 Jul 2022 - 15h58Por Correio do Estado

Nesta quarta-feira (13), apenas em Campo Grande, 13 mandados de prisão estão sendo cumpridos na Operação Acalento, em combate a crimes contra crianças e adolescentes.

Conforme informado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) da Capital, até o momento, 2 dos 13 mandados foram cumpridos no município.

Esta é a segunda edição da operação, cujas ações foram iniciadas há um mês, dia 13 de junho. A data de hoje foi estabelecida como Dia D da investigação e os números de deflagrações ainda devem aumentar.

A operação tem como foco investigações de crimes contra crianças e adolescentes, como violência física, violência sexual, exploração, aliciamento, maus tratos, homicídios e outros.

Desse modo, está havendo a instauração de procedimentos policiais, cumprimento de mandados judiciais, ações preventivas com campanhas e palestras, entre outras atividades.

Conforme informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), até o momento, foram atendidas mais de 12 mil vítimas, sendo solicitadas 1.761 medidas protetivas.

Além disso, foram presos 1040 agressores, bem como cumpridos 129 mandados de buscas e apreensão em todos o território nacional.

Como parte da operação, também foram realizadas mais de mil palestras e campanhas educativas nas unidades federativas.

Em toda a ação, estão sendo alcançados 1.491 municípios, além de serem empregados um efetivo de 4654 profissionais de segurança pública.

A operação está sendo coordenada pelo MJSP, por meio da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), e executada pelas Polícias Civis dos estados e do Distrito Federal.

Combate

Com a operação, busca-se incentivar as forças brasileiras de segurança pública a promover ações que impeçam a prática de qualquer modalidade de violência contra a criança e adolescente.

Sobretudo, também busca-se divulgar os canais de denúncia e incentivar a promoção de ações preventivas e repressivas que visem diminuir os índices de violência contra esse público.

Segundo levantamento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), nos últimos cinco anos, o Brasil tem registrado números consideráveis de crimes cometidos contra crianças e adolescentes.

Entre tais crimes, inclui-se práticas como torturas, estupros, ameaças, maus tratos, dentre outros.

Saiba  

A Operação Acalento também está contando com a contribuição do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) para fomentar a repressão a esses tipos de crimes.

Conforme divulgado, de janeiro de 2021 a abril de 2022, a Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (ONDH/MMFDH) registrou 130,7 mil denúncias. 

Essas denúncias foram o motivo para a deflagração da Operação Acalento.

Canais de denúncia

O Ministério da Justiça e Segurança Pública e o MMFDH divulgam diversos canais para o registro de denúncias, as quais podem ser feitas de forma identificada ou anônima pelos seguintes contatos:

  • Disque Direitos Humanos - Disque 100.
  • Atendimento e denúncias pelo WhatsApp – número 61 99656-5008.  
  • Telegram digitando “Direitoshumanosbrasil” na busca do aplicativo.
  • Outros canais de denúncia são os conselhos tutelares, delegacias, Ministério Público e 181.

Dia D

A data de hoje (13) foi escolhida para deflagrar a operação em alusão ao 32º aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O estatuto foi instituído pela Lei 8.069,  de 13 de julho de 1990. O ECA é o principal marco legal e regulatório dos direitos das crianças e dos adolescentes no Brasil.

Leia Também

INCENDIOS
Incêndios e estiagem colocam 14 cidades do MS em situação de emergência
TRAGÉDIA NA IGREJA
Incêndio em igreja deixa dezenas de mortos; 18 crianças estão entre as vítimas
ACIDENTE FATAL
Motociclista morre em hospital horas após sofrer acidente em cidade do MS
C3 a Captiva são dois dos lotes mais visitados do leilão da PRF. (Foto: Divulgação) LEILÃO ONLINE
Leilão da PRF tem SUV a R$ 13 mil e C3 com lance a partir de R$ 5,9 mil, veja como participar
Foto: Midiamax FAKE NEWS
Criminosos usam nome do Midiamax para ataque político e jornal anuncia R$ 5 mil em recompensa
Kemylli continua desaparecida em Campo Grande - Crédito: Reprodução/Redes Sociais DESAPARECEU EM MS
DESAPARECEU: Ainda sem notícias, mãe segue na busca por Kemylli após sumiço em MS
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Onze pessoas morrem após atirador abrir fogo durante briga de família
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista