Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 12 de agosto de 2022
SADER_FULL
Busca
FUTEBOL 2022

Em entrevista à Betway, presidente do Atlético Cearense exalta importância do Estadual para equipes

13 Jan 2022 - 13h12

O Futebol Clube Atlético Cearense é uma equipe teoricamente recém-criada, pois antes era conhecida como Uniclinic Atlético Club. Entretanto, apesar do pouco tempo de reestruturação, já está se transformando em uma referência para os times menores do Brasil. A pessoa responsável por isso é a atual presidente Maria José Vieira, que chegou ao comando da equipe em 2017 e tem conseguido bons resultados. Em entrevista recente, ela comentou sobre o sucesso no cargo e ainda defendeu a importância do Estadual para os elencos mais limitados do futebol brasileiro.

Em apenas quatro anos de trabalho, o novo Atlético Cearense conseguiu alcançar uma semifinal do torneio estadual de 2018, além de garantir acesso à Série C na primeira temporada que disputou na Série D. Uma sequência de resultados positivos, e que servem de referência para outros clubes menores. Na entrevista realizada concedida ao time do Betway Insider, blog de prognósticos em futebol , a presidente Maria José Vieira explicou que a disputa regional é importante para os cofres do clube, pois garante boas bilheterias em partidas contra rivais tradicionais, como o Fortaleza e o Ceará.

Vieira admitiu que o público em partidas que envolvem equipes pequenas, como contra o Crato, o público não passa dos mil torcedores. Entretanto, o esforço de jogar o Cearense se paga quando acontecem jogos contra os gigantes do estado. Até mesmo em uma derrota por goleada, como foi no 6 a 0 contra o Fortaleza em 2021, existem aspectos positivos. A presidente afirma que enfrentar equipes da Série A é uma oportunidade para mostrar jogadores, e quem sabe vender algum atleta. Afinal, futebol não é apenas renda, mas também o surgimento de novos nomes.

O Atlético Cearense ainda reclama da atual organização do torneio estadual, pois o Fortaleza e o Ceará só vão entrar na disputa em 2022 na fase final. Isso é um problema, pois são menos jogos contra esses dois grandes clubes. Maria José Vieira é uma defensora dos Estaduais, e garante que o problema atual não tem nada a ver com falta de torcida, mas sim com a organização. É preciso dar mais oportunidades para as equipes pequenas, pois só assim elas conseguem se desenvolver no futebol brasileiro.

Mais valorização dos torneios

Durante a conversa com a Betway , site de apostas apostas esportivas online, a presidente ainda cobrou uma presença maior da torcida durante as partidas do Estadual. Ela acredita que existe uma desvalorização, o que é completamente equivocado. Afinal, a equipe está sempre realizando investimento em busca de resultados, e fica muito ruim não ter reconhecimento desse esforço. Uma boa campanha no Cearense é muito mais que uma vaga na Copa do Brasil, segundo Vieira.

O problema é que esse pensamento é diferente para os clubes maiores, que estão dando cada vez menos importância para as disputas estaduais. No Paraná, por exemplo, o Athlético Paranaense disputa a competição com o elenco Sub-20 há algum tempo. A diretoria prefere utilizar a competição local como uma pré-temporada, e os torcedores estão se acostumando com isso. No ano passado, o Furacão caiu nas semifinais e mesmo assim não foi cobrado pelos torcedores. A prioridade agora é a Copa do Brasil, a Libertadores e o Brasileirão.

Isso mostra que existem pensamentos diferentes no futebol nacional, e conseguir assimilar todos é um dos maiores desafios. Os Estaduais são torneios com muita tradição no futebol brasileiro, mas que perderam muito espaço no cenário atual. As equipes pequenas, como é o caso do Atlético Cearense, ainda conseguem bons lucros, mas o mesmo não acontece com Flamengo, Fortaleza, Corinthians e outros gigantes da elite do Campeonato Brasileiro.

Solução regional

Uma resposta para esse problema é a expansão do futebol estadual para o regional. O melhor caso é a Copa do Nordeste, retomada em 2013 e atualmente um sucesso de público e futebol. Em 2020, por exemplo, a cota de TV do torneio foi de R$ 34,6 milhões para os participantes, um dos contratos mais vantajosos que a região do Nordeste já teve até agora. Esse pode ser um sinal de que caminho seguir nessas competições de início de ano no futebol brasileiro.

O Atlético Cearense é uma referência importante, e a presidente Maria José Vieira tem boas ideias que podem melhorar o calendário do futebol e também as oportunidades para os clubes menores. A ideia é ajudar todos os clubes, e assim melhorar todo o cenário no Brasil.

Leia Também

FÁTIMA DO SUL EM DESTAQUE NO ESPORTE
Atletas Fatimassulenses se destacam em competição em Ivinhema
CIRCUITO NACIONAL DE BADMINTON 2022
Governador anuncia Campo Grande como sede da última etapa do Circuito Nacional de Badminton
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
VEREADOR LAURINDO BARBA CULTURAMA - VEREADOR TRABALHANDO
Barba agradece prefeita Ilda por ser atendido com a reforma do campo de futebol de Culturama
FATIMA DO SUL EM DESTAQUE
Fatimassulense conquista medalhas de prata e bronze no GP estadual de Jiu-jitsul
FRENTE FRIA
Julho se despede com frente fria e mínimas de até 8°C em MS
FOTO: ASSESSORIA FÁTIMA DO SUL EM DESTAQUE NO ESPORTE
Pilotos de Fátima do Sul foram destaque no final de semana no Hard Enduro RG na cidade de Caarapó
Foto: Unsplash BRASILEIRÃO 2022
O que esperar do Brasileirão 2022: previsões para o Campeonato Brasileiro
FOTO: SUBCOM AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Estado vai sediar 7ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia
GRE-NAL
Dá para apostar no Gre-Nal para o segundo semestre?