Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
VITIMAS DA COVID 19

Com família infectada, neta fala sobre avó morta por Covid-19: 'Arrancava sorrisos'

Marilena Siqueira Guimarães, de 84 anos, morava em Jarinu com o marido e dois filhos. Idoso, de 85 anos, continua internado em hospital de Jundiaí.

13 Mai 2020 - 08h56Por G1

O sorriso largo e o amor pelos livros são as lembranças que a dona Lena, como era conhecida, deixou para a neta. A moradora de Jarinu (SP), de 84 anos, morreu por Covid-19 e contaminou outras quatro pessoas em casa sem saber como foi infectada.

A família da paciente Marilena Siqueira Guimarães acredita que o vírus possa ter sido repassado a ela entre os tratamentos que fazia contra uma trombose na perna para o controle da diabetes.

A neta Bruna Guimarães contou ao G1, ainda emocionada com a perda na noite de quarta-feira (6), que a avó era levada constantemente ao médico por conta da idade e não houve suspeita de coronavírus, no início.

"Tratamos com inalação e quando a tosse veio muito forte nós a levamos ao hospital. Quando entrou no hospital, foi logo entubada", lembra.

Na casa de dona Lena também moram o marido, de 85 anos, um filho e uma filha. Duas enfermeiras também frequentam a casa para ajudar nos cuidados diários, principalmente do avô de Bruna, que é acamado.

"A minha avó foi a primeira contaminada. Ela passou para o meu vô, que está internado, para minha tia e uma cuidadora", conta. O único que permanece internado até esta quarta-feira (12) é o marido da idosa, Moacir Guimarães.

'Arrancava sorrisos'

Dona Lena e o marido, de Jarinu, que também foi internado com Covid-19  Foto: Arquivo pessoal

Dona Lena e o marido, de Jarinu, que também foi internado com Covid-19 — Foto: Arquivo pessoal

Assim como mostram as fotos divulgadas pela família para a reportagem, dona Lena era uma pessoa sorridente e de alto astral, segundo a neta. Na cidade, ela trabalhou na biblioteca e estimulou a família toda a ler.

Com uma carreira dedicada a indicar histórias, a idosa era uma pessoa sentimental, afirma a neta, e que se emocionava em momentos simples, como a chegada de parentes na casa.

"Era chorona. Moro em Jundiaí e quando me via chegar ela já chorava. Era uma graça. Todo mundo gostava dela. Por onde passava, ela arrancava sorrisos. Sempre foi uma mãe protetora e avó maravilhosa", descreve Bruna.

Os parentes receberam a confirmação de Covid-19 quando a paciente ainda estava internada. Com a saúde enfraquecida por outras doenças, a pneumonia severa causada pela infecção foi inevitável.

"Tenho amigos que estavam fazendo festas e churrascos em casa. Quando aconteceu isso, alguns mandaram mensagens que se sentiram culpados. Triste saber que gente tem que morrer para alguém se conscientizar", afirma a neta. O sepultamento foi feito em Jarinu e com o caixão lacrado, na semana passada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM - 1ª MORTE
Idoso de 67 anos é a primeira vítima fatal da covid-19 em Coxim
NOVA ANDRADINA - 02 MORTES
Saúde confirma segunda morte por Covid-19 em Nova Andradina
FATIMA DO SUL - 3 MORTES
Fátima do Sul registra mais uma morte por covid 19
VITIMAS DA COVID 19
Casal de pastores morre por Covid-19 com um dia de diferença
CORONAVIRUS EM DOURADOS
Dourados registra 22 mortes por covid-19
AMAMBAI 1ª MORTE
Amambaiense é a 1ª vítima do coronavírus no município, um dia após receber alta no HV
PANDEMIA
Morador de Dourados de 75 anos é a 63ª vítima do coronavírus em MS
MS - 61 MORTES
Mulher de 32 anos infectada no hospital após acidente é 61ª morte por coronavírus em MS
1ª MORTE COVID 19
SES confirma a 1ª morte por Covid 19 em Fátima do Sul
DOURADOS - 15 MORTES
Dourados confirma 15ª morte por coronavírus