Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AÇÕES DO GOVERNO MS

Com apoio do Governo do Estado, skatista de MS disputa seletiva por vaga na Olimpíada de Tóquio

A competição qualificatória, que conta pontos para o ranking mundial, acontecerá de 17 a 23 de maio, em Des Moines, capital estadual de Iowa, nos Estados Unidos.

4 Mai 2021 - 12h45Por Portal do MS

Com apoio do Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), o skatista Eduardo Neves disputará o Dew Tour, penúltima seletiva para os Jogos Olímpicos de Verão 2021, de Tóquio, no Japão. A competição qualificatória, que conta pontos para o ranking mundial, acontecerá de 17 a 23 de maio, em Des Moines, capital estadual de Iowa, nos Estados Unidos.

O campo-grandense de 18 anos, número dois do ranking nacional amador, na modalidade street, está na corrida olímpica nacional há dois anos e é um dos nomes cotados para representar o Brasil no maior evento esportivo do mundo. Além da etapa estadunidense, Neves participará do Campeonato Mundial de Skate Street, em Roma, na Itália, de 31 de maio a 6 de junho. A competição na Europa terá peso maior e garante vaga direta para Tóquio aos que alcançarem o pódio.

“Quando comecei a andar de skate, nunca passou pela minha cabeça a chance de poder representar Mato Grosso do Sul e meu país nas Olimpíadas. Isso, sem dúvida, é muito gratificante. Vou dar meu melhor, focado, para estar 100% nas duas competições [EUA e Itália]”, revela Neves, que figura entre os melhores skatistas do país.

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, é um orgulho ver um atleta sul-mato-grossense com chances reais de classificação aos Jogos Olímpicos. “Mato Grosso do Sul sempre foi um berço de grandes talentos e, logo na estreia do skate nas Olimpíadas, ter um representante do nosso estado brigando pela vaga e indo atrás do seu sonho, é uma satisfação enorme e nos orgulha muito”.

O critério de classificação dos skatistas para Tóquio-2021 é o seguinte: estar entre os 20 melhores do ranking da Federação Internacional de Skate (World Skate), com limite de três vagas por país, tanto no gênero feminino quanto no masculino. O país-sede no caso o Japão, tem uma vaga assegurada. Segundo o Comitê Olímpico Internacional (COI), caso um continente não esteja no top 20, o skatista mais bem ranqueado vai a Tóquio. O prazo para classificação é 29 de junho.

Resultados expressivos

Em 2019, Neves ficou em quinto lugar, no estilo street, no STU Qualifying Series, em São Paulo (SP), maior competição de skate do Brasil. A classificação rendeu convite da Confederação Brasileira de Skate (CBSk) para competir pelo quadro de skatistas profissionais. No ano seguinte, também na capital paulista, terminou na terceira colocação do evento, colocando as manobras no pé junto aos melhores do país. No STU National 2021, realizado em janeiro, em Criciúma (SC), garantiu a prata.

Lucas Castro, Fundesporte

Fotos: Divulgação

Leia Também

O técnico Tite em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (13). / CBF TV / Reprodução CONVOCAÇÃO
Tite convoca velhos conhecidos para próximos jogos da Seleção Brasileira
Fonte: Pixabay FUTEBOL 2022
Em entrevista à Betway, presidente do Atlético Cearense exalta importância do Estadual para equipes
FUTEBOL 2022
A dança das cadeiras dos treinadores em 2022
Foto destaque: Saul Schramm/arquivo AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Bolsista de MS, Yeltsin recebe prêmio de melhor atleta e é destaque na revista Forbes
JOGOS ONLINE
Quanto custa enviar e receber dinheiro?
ESPORTE E APOSTAS
Com retomada dos campeonatos e ligas esportivas as apostas esportivas estão em crescimento
APOSTAS ESPORTIVAS
Como as plataformas de streaming estão ajudando no crescimento do mercado de apostas esportivas
Foto: Chico Ribeiro AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Fundesporte homologa resultado definitivo para aporte financeiro a clubes e federações
APOSTAR ONLINE
Esportes raros nos quais você pode apostar online
FUTEBOL
Ronaldo Fenômeno anuncia compra do Cruzeiro em acordo de R$ 400 milhões