Menu
SADER_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
Busca
PONTA PORÃ DE LUTO

Cena chocante, choro de policial e áudio: morte de mãe e filho deixou Ponta Porã em luto

7 Dez 2021 - 16h14Por Top Mídia News

A brutalidade e a frieza de Maurílio Arcanjo, de 62 anos, deixou Ponta Porã incrédula e em luto pelo crime de feminicídio contra Aline Aparecida Perez Gomes, de 37 anos, e homicídio contra Davi Luiz Perez Arcanjo, de 7 anos, no último domingo (5).

Relembrar os fatos nem sempre são fáceis, mas o crime bárbaro deixou moradores do bairro Kamel Saad em choque e indignados com a situação que tirou a vida da mãe e do filho.

O caso foi reportado durante a tarde de domingo, quando um pequeno desentendimento fez com que o esposo atirasse contra Aline. Mas antes desse momento, o filho Davi se colocou no meio do assassino e de sua mãe.

Mas a cena tampouco fez Maurílio mudar de ideia. Segundo detalhes da ocorrência, o homem colocou a arma apontada para a barriga do menino e disparou várias vezes - Davi, inclusive, foi encontrado com queimaduras feitas pela pólvora.

A sequência de truculência não parou por aí. O marido ainda fez questão de mandar um áudio para seu amigo, identificado apenas como Tião, dizendo haver matado Aline e o pequeno Davi e finalizando que cometeria suicídio.

“O Tião, é o seguinte, eu acabei de matar a Aline e matei o Davi e daí eu vou me matar. Eu vou deixar o portão aberto e você vem aqui tomar as providências cabíveis que tem que tomar e chama a polícia, ta bom. É só isso que tenho para te avisar beleza”, disse.

A ocorrência mobilizou policiais e uma equipe da Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Choro policial
Um dos militares que acompanhou de perto a ocorrência não conseguiu conter o choro ao encontrar a criança de braços abertos em cima do corpo da mãe.

O militar que, preferiu não ser identificado, disse naquela altura estaria acostumado com as violências que acontecem na região de fronteira, principalmente assassinatos, mas não esperava ver a atitude de uma criança ao tentar salvar sua mãe.

“Somos acostumados com cenas fortes de assassinatos e execuções, mas ver um filho de 7 anos pular na frente para proteger sua mãe e morrer em cima dela, comove qualquer pai de família”, disse o policial.

Sepultamento 'lotado'
O crime chocou a população fronteiriça, principalmente do bairro Kamel Saad onde a família morava. 

O enterro de Aline e Davi foi acompanhado por muitas pessoas. Familiares, amigos, conhecidos e até desconhecidos ficaram horrorizados e indignados com a situação provocada pelo próprio marido, Maurílio

Segundo pôde saber o TopMídiaNews, pessoas 'invadiram' as ruas da cidade para acompanhar o sepultamento dos dois.

Morte de assassino
Após tentar cometer suicídio e ficar internado por dois dias no Hospital Regional de Ponta Porã, Maurílio Arcanjo não resistiu aos ferimentos provocados por ele mesmo e morreu na manhã desta terça-feira (7).

A motivação do crime de feminicídio contra a esposa e homicídio contra o menino ficarão guardados a sete chaves. Porém, um indicativo é que uma discussão teria motivado Maurílio a acabar com a vida dos três: dele, de Aline e de Davi.

Leia Também

LUTO NA PM
PM emite nota de pesar pela morte do Oficial Fátimassulense encontrado sem vida em hotel
LUTO NA PM
Ex-morador em Fátima do Sul, Tenente da PMMS é encontrado morto em quarto de hotel na Capital
PROCESSO
Mulher de Fátima do Sul processa Gustavo Lima por citar número de seu celular em música
Imagem Ilustrativa - Menina foi estuprada dentro de uma conveniência - Crédito: André de Abreu/Arquivo CRIME
Criança de sete anos é estuprada dentro de conveniência
Jaqueline Hahn Tente, SECIC DOURADOS
Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados passa a contar com intérprete de Guarani
SEGURANÇA PÚBLICA
Feminicídios reduzem 83,3% em Campo Grande, aponta Secretaria de Justiça e Segurança Pública
POLÍCIA FEMINICÍDIO
FEMINICÍDIO: Ex-marido mata mulher com machado na frente da filha de 4 anos e se entrega em MS
PLANTÃO CASO DE POLÍCIA
Mulher tenta pedir socorro, mas é morta com pedrada na cabeça em MS
Jardim MS News VÍTIMA IDENTIFICADA
Motorista que morreu em acidente era procurado pela polícia
Hoje de manhã, ainda havia vestígios do incêndio no local onde ocorreu a confusão.  INCENDIÁRIA
Mãe é presa após atear fogo em casa com bebê dentro