Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
É MUITO AMOR ENVOLVIDO

Cachorro fez greve de fome e só comeu após visitar dono em hospital em MS

16 Ago 2021 - 10h00Por Thailla Torres / Lado B / Campo Grande News

Alemão, o cãozinho de sete anos de vida ficou cinco dias decepcionado ao andar pela casa e não encontrar seu dono, o industriário Aldir Sbarain, de 77 anos, depois que ele precisou ser hospitalizado. Fazendo até “greve de fome”, o cachorrinho só se animou quando chegou ao hospital e encontrou seu Aldir.

A cena do reencontro que foi parar nas redes sociais emociona, principalmente pelo sorriso do dono que não poupa elogios ao cachorrinho. “Eu sou maluco pelo meu Alemãozinho. Não tem dinheiro que pague ou substitua a presença dele. Meu Deus, só eu sei a falta que ele me fez”, desabafa por telefone sobre o reencontro.

Aldir precisou ficar internado durante cinco dias no Proncor após uma infecção que o levou a sentir fortes dores e dificuldades para andar. Ainda internado, ele comentou a filha sobre a saudade que sentia de Alemão. Foi quando ela descobriu que o hospital tem um programa que permite a entrada de animais de estimação para visitas.

“Minha esposa disse que ele ficou em casa muito tristinho, fez até greve de fome, parece que ele desligou de tristeza. Quando ele chegou ao hospital até ficou assustado, mas eu vi a felicidade dele nos olhinhos”, descreve. “Você nem imagina o quanto eu estava louco para vê-lo”.

Alemão é filho da Pitucha, outra cachorrinha de seu Aldir que já tem 17 anos. “Essa está mais velhinha e com a saúde mais sensível. Mas eles vivem muito bem e felizes em nossa casa. Agora mesmo ele está lá brincando no quintal”.

Aldir teve alta e já está em casa, e por onde anda Alemão vai atrás. “Se eu vou no banheiro tomar banho ele fica na porta, se estou deitado ele dorme junto comigo, em todo canto ele me faz companhia. Meu branquinho é tudo pra mim”, finaliza.

Aldir com Alemão no hospital. (Foto: Assessoria de imprensa Proncor)

Aldir com Alemão no hospital. (Foto: Assessoria de imprensa Proncor)

Permissão – O hospital particular permite a visita de animais para melhorar o dia a dia de pacientes, mas com algumas regras para evitar danos à saúde do paciente e até mesmo do animal. Isso incluiu laudos e até mesmo banho diário.

O primeiro passo é ter autorização do médico. Além de apresentar carteira de vacinação atualizada e laudo veterinário que comprove nenhuma lesão na pele, banho e escovação nas últimas 6 horas e caixa de transporte para a entrada e transporte no hospital.

O local da visita é restrito ao apartamento e é acompanhada pela equipe de enfermagem do hospital. O tempo de visitação é de 30 minutos por dia. As visitas não são feitas na enfermaria por ser um ambiente comum e isso pode trazer desconforto a outros pacientes.

Aldir em casa com o cachorrinho Alemão. (Foto: Arquivo Pessoal)

Aldir em casa com o cachorrinho Alemão. (Foto: Arquivo Pessoal)

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Leia Também

Cardápio Casa dos assados (5) 1   Cópia CASA DOS ASSADOS
Neste domingo saboreie as delicias da Casa dos Assados em Fátima do Sul
VACINAÇÃO
Para segurança e retomada da economia, MS já disponibilizou 1,4 milhão de vacinas para trabalhadores
ALERTA TEMPORAIS
Cuidado: nova tempestade de areia pode chegar no domingo a MS
VACINAÇÃO
Estudo sobre a Janssen na região de fronteira mostra efic. de 50% da vacina e red. de 90% em óbitos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
MIGRANTES NO MS
Governo lança novo sistema para melhorar atendimento aos migrantes que buscam vida nova no MS
ESTABELECIMENTO PENAL
Mais amplo, novo setor de saúde garante maior assistência a reeducandas do semiaberto da Capital
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
MARCO HISTÓRICO
Mato Grosso do Sul completa cinco dias sem mortes por covid-19
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas