Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
Busca
SOLIDARIEDADE

Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai mandar vacinas para o Brasil e vários outros países para ajudar no combate à Covid-19. O anuncio foi feito nesta quinta-feira (3).

3 Jun 2021 - 13h47Por So Noticia Boa

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai mandar vacinas para o Brasil e vários outros países para ajudar no combate à Covid-19.  O anuncio foi feito nesta quinta-feira (3).

O plano do governo norte-americano é compartilhar pelo menos 80 milhões de doses com o resto do mundo até o final de junho, com já informou o Só Notícia Boa, mas nesta primeira fase vai entregar 25 milhões de doses.

E os imunizantes doados são da Moderna, Pfizer e Johnson & Johnson e AstraZeneca. As doses serão enviadas nos próximos dois meses.

O presidente Biden disse que os EUA trabalharão com o consórcio Covax, da OMS, e outros parceiros para distribuir as doses de maneira igualitária em todo o mundo.

Veja como será a distribuição:

  • 6 milhões de doses vão para a América Latina e o Caribe (Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Guatemala, El Salvador, Honduras, Panamá, Haiti, República Dominicana e outros países da Comunidade do Caribe);
  • 7 milhões para o sul e sudeste Asiático (Índia, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, Afeganistão, Maldivas, Malásia, Filipinas, Vietnã, Indonésia, Tailândia, Laos, Papua Nova Guiné, Taiwan e Ilhas do Pacífico);
  • E cerca de 5 milhões para a África, distribuídas entre os países selecionados em coordenação com a União Africana.

Até o momento, os EUA já mandaram doses da AstraZeneca ao Canadá e ao México. Esse imunizante ainda não foi aprovado pela agência reguladora do país.

Motivo da doação

Joe Biden afirmou também também que, nas próximas semanas, conversará com outras democracias para ampliar os esforços na mitigação da pandemia e que espera anunciar progressos até a cúpula do G7 em junho, que acontecerá no Reino Unido.

E explicou o motivo da doação:

“Os EUA nunca estarão totalmente seguros até que a pandemia esteja sob controle globalmente. Nenhum oceano é largo o suficiente, nenhum muro é alto o suficiente para nos manter seguros”, declarou.

“Doença e morte fora de controle em outros países pode desestabilizá-los e nos posar risco também”.

Com informações da CNN e Metrópoles

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
COVID: Casos ativos passam de 200 e semana fecha com números assustadores em Fátima do Sul
Rodson Lima, SES AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Após princípio de incêndio, Casa da Saúde suspende atendimento
BRASIL 622.205 MORTES
Com recorde de 204.854 novos casos, Brasil registra 350 óbitos em 24 horas
TECNOLOGIA
Governo prevê demanda maior por tecnologia e inovação para manter crescimento
PANDEMIA NO MS
MS tem 8 mortes por covid e influenza nas últimas 24h; 3 das vítimas são de Campo Grande
ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
COVID-19 NO MS
Com aumento de casos, Fatima do Sul e 55 das 79 cidades do MS tiveram novos registros de covid-19
DEODÁPOLIS - AVANÇO DA COVID-19
Em novo boletim, casos positivos de Covid passam de 180 em Deodápolis
VACINAÇÃO INFANTIL
"Uma cortina de fumaça", diz Geraldo sobre vacina errada da Covid em crianças no MS
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
BOLETIM: Fátima do Sul se aproxima de 200 casos, Culturama também registra novos positivos Covid