Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de abril de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MEDICAL CENTER - POLONIO
ARTIGO

ARTIGO: Calebe o empreendedor da Bíblia, Por Luciano Gazola

ARTIGO: Calebe o empreendedor da Bíblia, Por Luciano Gazola

2 Out 2019 - 12h27Por Por Luciano Gazola
ARTIGO - Por Luciano Gazola -
 
Um dos significados do nome Calebe na Bíblia é cão, no português perde o sentido, mas o cão estava pro judeu como o Touro esta pra nós, uma ideia de força, bravura. Calebe era forte até no nome, aliás o empreendedorismo na cultura judaica já começava na escolha do nome, os pais abençoavam os filhos com nomes que representavam alguma coisa, promessa ou gratidão. 
 
Calebe foi escolhido pelo líder hebreu Moisés para ser um dos 12 homens cuja missão era reconhecer a Terra Prometida. Ele tinha 40 anos. 
 
Quantos anos você tem? Você acha que é muito tarde pra dar uma guinada na sua vida e começar um projeto ousado? Calebe não achava.
 
Junto de Josué e outros 10 empreendedores ele meteu a cara pra realizar um grande projeto. 
 
Quando eles voltaram da expedição e trouxeram o relatório dos fatos para Moisés, dez deles vieram desanimados. Percebe que sempre a maioria desanima frente às dificuldades? 
 
O relatório deles era curto e grosso, confirmavam que a terra era mesmo maravilhosa e cheia de oportunidades, porém habitada por gente forte, gente grande, gigantes que faziam com que perto deles se sentissem como gafanhotos a serem esmagados. Você já se sentiu esmagado antes mesmo de lutar? Poise, eles se sentiram assim. 
 
As dificuldades os paralisaram e não viam chance nenhuma de vencer. Eu chamo isso de Síndrome do gafanhoto, quando a gente esquece todo nosso potencial e se entrega a derrota.
Calebe e Josué viram tudo diferente, sabiam que a terra era mesmo habitada por gigantes, não negaram que seria um tempo de luta, porém olharam para as oportunidades.
 
Os dois venceram. Aliás a minoria vence, a vitória é mesmo uma escolha.
Como eles venceram?
Recorreram  a história, sabiam que já tinham no currículo outras lutas e outras vitórias. 
Recorreram ao trabalho. Calebe com 85 anos dizia que ainda tinha a força que tinha antes.
Recorrem a fé, percebe? A fé não age sem a ação, mas de alguma forma é a fé que nos faz vencer. 
E você ?
Tá achando que é tarde de mais? Com 85 anos Calebe completou seu projeto e herdou o Monte da fé que depois mudaria a história de suas gerações.
Vai ficar aí quinem um gafanhoto? 
Vamos à luta!
 
Luciano Gazola, teólogo, professor e comerciante em Fátima do Sul. 
 
luciano.gazola@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO DA SEMANA
ARTIGO: 'Sobre o dias dos finados', Por Luciano Gazola
ARTIGO DA SEMANA
ARTIGO: Todo mundo foi criança um dia, Por Luciano Gazola
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol