Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 29 de junho de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SEGURANÇA ONLINE

4 erros cruciais de segurança online que você provavelmente está cometendo

5 Mai 2022 - 11h19

Segundo a empresa de segurança digital AV-TEST, todos os dias, mais de 390 mil novos malwares são detectados na internet. E umas das fragilidades mais exploradas por esses códigos maliciosos é justamente o comportamento de risco dos usuários.

Para não ser mais uma vítima desse campo minado digital, abaixo estão os 4 maiores erros que os internautas cometem em termos de segurança cibernética.

1) Ignorar atualizações

Uma grande porção dos usuários vive reagendando as atualizações do sistema operacional e dos aplicativos em seus dispositivos. Em geral, o motivo é que, além da inconveniência de ter que esperar o processo ser concluído para poder continuar a usar o aparelho, muitos não compreendem a real importância de manter tudo atualizado.

Mas não proceder com a atualização de seus sistemas digitais é um erro fatal. As versões mais recentes dos seus programas, afinal, trazem melhorias e reparos de vulnerabilidades que podem estar sendo exploradas por criminosos virtuais. Sem esses aprimoramentos periódicos, seus dispositivos ficam à mercê de brechas de segurança antigas e, assim, muito mais suscetíveis a ataques e invasões cibernéticas.

2) Não esconder o IP

Capaz de indicar a região de onde o usuário acessa a internet, o endereço IP pode ser obtido por praticamente qualquer pessoa. De fato, todos os sites que o usuário visita têm acesso ao seu IP. Caso tenha curiosidade para descobrir seu próprio, basta acessar uma página de “qual é meu IP?” e, em segundos, a informação estará na tela.

O problema disso é que, junto com outros dados que, porventura, os criminosos possam coletar, o endereço IP pode ser usado como um identificador na rede e colocar em risco sua privacidade virtual, permitindo, por exemplo, que os criminosos rastreiem suas atividades online.

Por isso, para manter uma conexão verdadeiramente privada, é de extrema importância que os usuários ocultem seus endereços IP.

3) Reutilizar senhas

Muitos internautas caem no comodismo e acabam usando a mesma senha para todas as suas contas na internet. Mas essa prática, embora conveniente, é extremamente perigosa. O motivo é que, mesmo que o usuário tenha uma senha longa, complexa e forte (o que nem sempre é o caso), basta que uma de suas contas seja hackeada ou sujeita a um vazamento de dados para toda a sua experiência na rede ser comprometida.

A solução para esse problema é simples: dedique um tempo em criar combinações únicas para cada perfil que for usar. E se o inconveniente de memorizar todos esses códigos for grande demais, invista num programa gerenciador de senhas. Os melhores do mercado podem até mesmo sugerir senhas complexas para incrementar a segurança das suas contas.

Como sugestão adicional, é recomendável também usar autenticação de dois fatores para adicionar uma camada extra de segurança às suas credenciais, especialmente em plataformas mais sensíveis, como contas bancárias.

4) Usar Wi-Fi público

Existe algo mais tentador do que se conectar a uma rede Wi-Fi pública e gratuita? O problema é que com a conveniência dessas redes vêm também enormes riscos de cibersegurança.

Em primeiro lugar, grande parte desses hotspots não tem nenhum controle sobre quem se conecta a eles, oferecendo uma porta aberta para todo tipo de prática questionável na rede. Fora isso, ainda há a questão de que essas conexões nem sempre são legítimas. Muitos hackers criam redes Wi-Fi que parecem genuínas, mas que, na verdade, são armadilhas para invadir os dispositivos dos usuários e roubar seus dados e senhas.

Para fugir desses perigos, há duas opções: ou os usuários evitam essas redes públicas a todo custo, ou garantem a segurança da conexão ao usar uma VPN, adicionando uma camada extra de criptografia à rede.

Em suma...

Com novas ameaças surgindo no espaço virtual a cada segundo, os usuários devem estar preparados com unhas e dentes para se defender. Para tal, a melhor estratégia é, de longe, investir numa boa prevenção.

O primeiro passo para isso, então, é evitar os maiores erros que as pessoas cometem na internet. Isto é, não cair na tentação de ignorar as atualizações dos seus dispositivos; ocultar seu endereço IP sempre que possível; jamais reutilizar suas senhas, tentando criar combinações únicas para cada conta online; e não se conectar às redes públicas de Wi-Fi a menos que esteja munido de uma boa VPN para adicionar uma camada de segurança à conexão.

Prestando atenção a esses erros, os usuários da internet podem navegar tranquilamente pela rede, sem cair nas principais armadilhas nas quais os criminosos virtuais esperam que eles caiam.

Leia Também

BINGO GRÁTIS
Onde jogar vídeo bingo grátis?
POKER
Conheça as principais regras do poker
ELEIÇÃO NA COLOMBIA
Gustavo Petro é eleito primeiro presidente da esquerda na Colômbia
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Enfermeira chega para trabalhar e encontra filho de 20 anos morto por acidente de trânsito
BARBÁRIE
Jovem grávida de oito meses é decapitada pelo ex-namorado
VIOLÊNCIA NO FUTEBOL
Árbitro morre após ser agredido por jogadores em partida de futebol
GOLEADA DO BRASIL
Neymar faz dois, Brasil dá show e goleia a Coreia do Sul em amistoso
FORUM ROTA BIOCEÂNICA
Fórum sobre Rota Bioceânica propõe desburocratização e novos negócios no trajeto
CORREDOR BIOCEÂNICO
Na abertura de fórum sobre Corredor Bioceânico, Reinaldo Azambuja destaca momento histórico
PESQUISAS UEMS NA ALEMANHA
Pesquisas da UEMS são aprovadas em evento que acontece na Alemanha