Menu
SADER_FULL
segunda, 1 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
O bom combate

MS e CG são referências nacionais na luta contra a pandemia

MS e CG são referências nacionais na luta contra a pandemia

10 Mai 2020 - 11h59Por Joilson Francelino / JD1

Mato Grosso do Sul e a capital, Campo Grande, são destaque nacional, com o menor índice de casos confirmados de coronavírus devido às medidas de isolamento social e de prevenção. Os dados divulgados até a última sexta-feira (8), o Estado registrou 326 e o município, 151. Na data, MS esteve na liderança de estados da federação com menor número de infectados e a capital perdeu apenas para Palmas, que registrou 141.

Para o governador Reinaldo Azambuja, o desempenho de Mato Grosso do Sul é resultado de um trabalho pautado na ciência e que começou ainda em janeiro, com a criação do Centro de Operações Especiais contra o Coronavírus (Coe-MS), que tem pautado as ações desde então.

Reinaldo falou sobre estarmos vivendo duas crises. “Uma de saúde e a outra econômica, que também estamos lidando. Mas desde o começo a nossa maior prioridade foi e continua sendo a de salvar vidas. Estamos seguindo as orientações do nosso Centro de Operações Especiais contra o Coronavírus, da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e dos infectologistas e agindo com muita responsabilidade. Não podemos relaxar. Economia é possível recuperar, vidas não”, afirmou. 

Além das medidas para evitar as aglomerações como o fechamento de parques, o governo de Mato Grosso do Sul instituiu 13 controles sanitários nas divisas com outros estados, as fronteiras com Bolívia e Paraguai estão fechadas e os recessos da Rede Estadual de Ensino e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), antecipados.

Apesar do bons resultados das medidas implantadas, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirma que a população deve continuar tomando os cuidados para evitar o contágio. “O isolamento social é a maneira mais eficaz de evitar a proliferação do vírus e evitar o colapso do sistema de saúde. Não é hora de relaxar. A população tem que continuar atenta”, finalizou.

Já para o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, os números da capital mostram o bom desempenho das medidas adotadas. “Nossa primeira ação foi no dia 27 de fevereiro, quando criamos a Comissão de Combate a Covid-19. Naquele momento, nois preparamos, com prudência e extrema responsabilidade. Tudo, dentro da ciência. Todo nosso planejamento foi com base científica. Tive o apoio do ex-ministro Mandetta, que nos deu várias informações úteis e importantes para que hoje pudéssemos ser exemplo a nível nacional”, afirmou.

Para Marquinhos, a prefeitura tomou medidas antecipadas, de prevenção. “Na época, nos classificaram como excessivos e desnecessários, mas o tempo, que é o senhor da razão, nos demonstra que agimos com acerto, salvamos muitas vidas e hoje pudemos afirmar que somos exemplo a nível nacional”, concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Esposa ‘arrebenta’ cadeira na cabeça do marido durante briga em festa
CORONAVIRUS NO MS
Coronavírus já chegou a 50 municípios de MS; Aquidauana e Costa Rica confirmam casos
ASSASSINATO A ESCLARECER
AGORA: Jovem é morto por tiros de fuzil em MS
CULTURAMA - TESTE COVID-19
Culturama recebe força tarefa para testar todos os funcionários da JBS nesta segunda-feira
VICENTINA - MAIS 03 CASOS CONFIRMADOS
Vicentina tem mais 03 casos confirmados nas últimas 24h e chega a 32 com 55 casos suspeitos
GLÓRIA DE DOURADOS E DEODÁPOLIS
Glória de Dourados tem 21 casos suspeitos e Deodápolis tem 04 casos suspeitos, CONFIRA O BOLETIM
CORONAVÍRUS NO MS
Em MS, Familiar de vítima da Covid-19 fez alerta sobre perigo da doença
CORONAVÍRUS NO MS
Caminhoneiro idoso morre de covid-19 no Hospital Regional em MS
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
Com 97 casos suspeitos, 05 estão recuperados e 02 hospitalar, Veja o detalhamento em Fátima do Sul
PANDEMIA CORONAVIROS
Fátima do Sul é a 5ª do MS com mais frequência dos casos da Covid-19