Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 4 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
CEIF-FCO

FCO inicia ano com aprovação de R$ 298 milhões para financiamentos na primeira reunião de 2021

O volume de pedidos de recurso demonstra otimismo para o começo do ano

21 Jan 2021 - 15h22Por Priscilla Peres, Semagro

Na primeira reunião ordinária do CEIF-FCO (Conselho de Investimentos Financiáveis pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) de 2021, foram avaliadas 112 cartas-consultas e aprovados R$ 298 milhões em financiamentos. O volume de pedidos de recurso demonstra otimismo para o começo do ano e reforça o potencial investidor dos empresários de Mato Grosso do Sul.

Na reunião de quarta-feira (20) realizada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), que preside o Conselho, foram aprovados investimentos importantes nos setores rural e empresarial para diversos municípios do Estado, entre eles Dourados, Naviraí, Ivinhema e Jateí.

Investimentos em novos empreendimentos, além da expansão da suinocultura, irrigação e energia solar estão entre os destaques das aprovações do FCO. Titular da Semagro e presidente do CEIF-FCO, o secretário Jaime Verruck destaca que o Fundo se tornou um importante financiador de investimentos no Estado, sendo essencial para o desenvolvimento de vários segmentos.

"Desde o fim de 2020 temos recebido uma grande demanda de propostas, mas com esforços da Semagro e do Banco do Brasil, principal operador dos recursos, conseguimos manter celeridade nas ações para que o recurso esteja realmente onde precisa. Vemos investimentos estruturantes sendo realizados a partir desses recursos e buscamos sempre aprimorar as diretrizes para que estejam alinhadas com a necessidade dos contratantes", explica o secretário.

Também foram deliberadas as novas diretrizes para tomada de crédito do FCO em 2021. Entre as mudanças, está o limite de 20% do total de recursos disponíveis para o ano destinados a capital de giro dissociado no FCO Empresarial. Outros 20% são destinados a custeio agrícola dissociado no FCO Rural.

Outras mudanças são na linha para aquisição de fêmeas bovinas, limitado a R$ 2.050 para aquisição de matrizes até 24 meses e R$ 2.425 para aquisição de matrizes de 24 a 36 meses. Para touro PO o limite de financiamento subiu para R$ 12 mil por animal e também houve incremento no valor financiável para retenção de matrizes.

Sendo R$ 900 por fêmea bovina de 12 a 24 meses, R$1.100 por fêmeas de 24 a 36 meses e R$ 1,2 mil por fêmeas de 36 a 72 meses. Tais mudanças foram aprovadas e deliberadas após proposta de alteração apresentada pela Famasul.

Mato Grosso do Sul terá disponível R$ 1,698 bilhão em recursos do FCO no ano de 2021 para o financiamento de novos empreendimentos rurais e empresariais. Em 2020 foram realizadas 3.371 operações de crédito no FCO, sendo 1810 no Rural e 1561 no Empresarial, que utilizaram 100% do total de R$ 1,5 bilhão disponíveis para Fundo no ano passado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Prefeitura de Bodoquena abre processo seletivo com salários de até R$ 3.686,38
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Investimentos em rodovias, pontes e estradas contribuem com escoamento da produção de soja em MS
SITUAÇÃO INCONTROLÁVEL
Cidades de MS discutem lockdown, mas Geraldo pede mais prazo
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
JBS anuncia 154 vagas de emprego para unidades de Dourados e Ponta Porã
ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA
Sexto lote de vacinas, com 27,8 mil doses, chega a Mato Grosso do Sul
PREOCUPANTE
MS registra 91% dos leitos públicos de UTI para Covid-19 ocupados, aponta secretaria de Saúde
CONCURSO PÚBLICO
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil
AÇÕES DO DEPUTADO BARBOSINHA
Barbosinha pede ação emergencial para conter abuso das taxas cartorárias no Estado
NOVA ELEIÇÃO
Sidrolândia terá nova eleição para prefeito, decide Tribunal Superior Eleitoral
200TÃO
Estado de MS vai ter programa próprio de auxílio emergencial