Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
AÇÕES DO GOVERNO DE MS

Devido a pandemia, Governo de MS prorroga medidas de apoio aos empresários

Devido a pandemia, Governo de MS prorroga medidas de apoio aos empresários

3 Jul 2020 - 13h08Por Diana Gaúna, Sefaz

Com objetivo de auxiliar os contribuintes durante o período de isolamento social devido ao Covid-19 (coronavírus), o Governo de MS, por meio da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), mantém a prorrogação de prazos relativos ao lançamento tributário. O Executivo Estadual informa ainda que as sessões do Tribunal Administrativo Tributário (TAT) serão retomadas e realizadas por videoconferência. A informação está publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (03.06), por meio do Decreto n 15.468, de 02 de julho de 2020.

No início da pandemia, o Governo elaborou um conjunto de medidas para gerenciar o planejamento tributário, vislumbrando alternativas para reduzir o impacto gerado pela entrega dos documentos fiscais e a execução das atividades das empresas. Dentre as medidas adotadas, dos prazos administrativos no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual, seguem suspensos até o dia 31 de julho o Auto de Cientificação e o Auto de Lançamento e de Imposição de Multa (ALIM). Ambos são instrumentos importantes para recuperação de créditos tributários e, neste momento, foram suspensos, proporcionando mais uma oportunidade aos contribuintes recolherem seus tributos espontaneamente, sem imposição de penalidades.

O Secretário Estadual de Fazenda, Felipe Mattos, destaca que as medidas de suporte são fundamentais para os setor produtivo em processo de retomada da economia, principalmente na manutenção de postos de trabalho. Contudo reforça que a prorrogação de ACT e ALIM não se aplicam em caso de débito por decadência ou em caso de fraude.

TAT

Com apoio da tecnologia, o Tribunal Administrativo Tributário (TAT) volta a funcionar com sessões realizadas por meio de videoconferência. A retomada dos julgamento está na publicação em Diário oficial do Decreto 15.468 de 02 de julho de 2020. O órgão colegiado é a segunda instância administrativa, que dispõe sobre o Processo Administrativo Tributário para solução dos litígios entre os contribuintes e o Fisco Estadual e dá outras providências.

Conforme o Governador Reinaldo Azambuja, as equipes de governo estão empenhadas no amparo aos setores produtivos da sociedade assim como na proteção da vida dos cidadãos sul-mato-grossenses.

“Temos tomado medidas de combate ao vírus, sempre preocupados com a vida das pessoas. Com o setor produtivo não é diferente. A equipe econômica do Governo vem enfrentando os desafios impostos pela pandemia com muito profissionalismo e competência. Vamos continuar tomando medidas administrativas conforme a situação for evoluindo, monitorando e avaliando os cenários que se apresentam. Pedimos tanto a população quanto aos empresários que mantenha o que está previsto na legislação, para dar continuidade aos projetos desenvolvidos em nosso Estado”, finalizou. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo do Estado distribui cobertores e máscaras para famílias carentes
100 ALVARÁ
A partir de setembro, microempreendedores individuais não precisarão de alvarás e licenças para func
COVID-19
Prefeito de Ponta Porã testa positivo para o novo coronavírus
VOLTA AS AULAS
Nas redes, pais criam grupo e reclamam de retorno das aulas nas particulares de Campo Grande
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Vamos achar? Seo João Nicolau tem 94 anos e quer rever os três filhos que 'teve por aí'
FOGO
INCÊNDIO NA MADRUGADA: Fogo destrói lanchonete, invade loja e queima várias motocicletas, VEJA FOTOS
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Estado encerra semana com saldo de R$ 7,9 milhões em obras entregues em três municípios
HORÓSCOPO DO DIA
HORÓSCOPO DO DIA: Veja a previsão de hoje 14/08/2020 para o seu signo
SENADORA SIMONE TEBET
Simone quer garantir que recursos destinados ao enfrentamento da covid-19 possam ser usados até 2021
VACINAÇÃO
SES oferta vacina pneumocócica para pacientes de risco maiores de cinco anos