Menu
SADER_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ALVORADA
palmeiras

Valdivia comemora 200 jogos após desfalcar o Palmeiras 163 vezes

1 Nov 2013 - 17h31Por Uol

A chuteira que será utilizada por Valdivia neste sábado trará o número 200. O mimo é uma homenagem ao número de jogos que o chileno alcançará com a camisa do Palmeiras. A marca, no entanto, poderia ser bem maior não fosse a quantidade de vezes que o jogador esteve ausente, seja por lesão ou por convocação para a seleção de seu país. Desde que estreou pelo clube, em agosto de 2006, foram 163 ausências. 

Em sua primeira passagem pelo Palmeiras, ele atuou em 93 partidas e foi desfalque em 34 oportunidades até ser negociado com o Al-Ain, dois anos após a sua chegada. Em julho de 2010, ele retornou ao clube e de lá para cá já foram 129 partidas fora do time, e outras 106 em campo com a camisa 10. Assim, enquanto Valdivia esteve no elenco, o Palmeiras fez 363 partidas oficiais.

"Essa marca podia ter acontecido há muito tempo. Espero jogar muitos outros jogos. Desejo jogar o máximo que puder", confirmou o jogador.

O começo do chileno no clube alviverde não foi promissor. Na época, o clube era comandado por Tite e após estrear diante do Botafogo - ele entrou na vaga de Edmundo -, teve uma lesão muscular que o afastou de seis partidas. Em 2007, ele se firmou como o grande nome do Palmeiras e por pouco não levou o time à disputa da Copa Libertadores. Já no ano seguinte, entrou para a história do clube ao liderar a equipe na conquista do Paulistão. 
 
A conquista do torneio, inclusive, é um dos momentos mais marcantes da passagem de Valdivia, segundo o próprio atleta.
 
"Acho que pelo significou e pelo que significa para a gente como jogador, [os mais importantes] são os dois jogos que deram os títulos que o Palmeiras tem nos últimos anos", lembra o jogador, citando também a conquista da Copa do Brasil em 2012, após o seu retorno ao clube. 
 
Neste ano, Valdivia completou os 90 minutos de apenas oito jogos do time na Série B e mesmo assim foi o destaque da equipe. Para o chileno, a temporada vitoriosa é a melhor de sua carreira. "É o melhor ano, sim. Voltei para a seleção, voltei bem. Os jogos na Série B que pude jogar fui bem, tenho feito gols. O ano está sendo coroado com a volta do Palmeiras para a Série A".
 
Neste sábado, ele volta a campo contra o Paraná, às 16h20, na Vila Capanema. Depois de garantir o acesso à elite do Brasileiro, o chileno agora mira o título da Série B e outro momento marcante para a sua trajetória no time alviverde. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMASSULENSES DESTAQUES
Fatimassulenses ficam em 3º e 4º lugares na 3ª Maratona Mountain Bike MTB Nova Alvorada do Sul
ELIMINATÓRIAS
Brasil vence Uruguai e segue 100% nas eliminatórias da Copa do Mundo
FUTEBOL
Filho de Eliza Samudio e Bruno joga como goleiro em escolinha de MS
BRASILEIRÃO
Santos com 11 desfalques (Covid - 19) vence o Internacional com base "molecada" por 2x0
JOGOS ONLINE
Cassinos: história, evolução e variedades
CORONAVIRUS NO ESPORTE
Cinco atletas do Coritiba testaram positivo para COVID-19
ALERTA - CLONADO
Campo Belo Resort tem perfil do Instagram clonado, cuidado e não forneça dados pessoais
TRISTE NOTÍCIA
Motoqueiro morto em acidente deixa mulher e 2 filhos, era integrante dos Guaranis MC Dourados
ESPORTE
Brasileiros ficam fora de lista de talentos da Premier League
ESPORTE - UNIGRAN
Atleta paraolímpica da UNIGRAN representa o Centro-Oeste nos Jogos Universitários de Pernambuco