Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
no sul

Portuguesa aproveita expulsão de Índio e bate o Internacional no Sul

Mais uma vez, deu tudo errado na vida do Internacional. Jogando no Estádio do Vale

22 Set 2013 - 18h34Por Gazeta Esportiva

Mais uma vez, deu tudo errado na vida do Internacional. Jogando no Estádio do Vale, o time de Dunga teve mais atuação fraca e perdeu para a Portuguesa, por 1 a 0, na primeira vitória fora de casa da Lusa no campeonato. O gol foi marcado por Wanderson, aos 41 minutos do segundo tempo. Para piorar, o Colorado perdeu o zagueiro Índio, expulso, e o meia D’Alessandro, pelo terceiro cartão amarelo, para a próxima partida no Brasileiro, contra o Cruzeiro, domingo que vem.

O Inter tentou impor seu ritmo no primeiro tempo, mas encontrou uma Lusa bem postada na defesa. A etapa inicial foi equilibrada em números de chances de gol, e o time paulista teve as melhores para marcar. No segundo tempo, a expulsão de Índio logo aos três minutos alterou o panorama do jogo, e foi a Portuguesa que passou a pressionar, até marcar com Wanderson, a quatro minutos do fim.

Com a derrota o Inter estaciona nos 34 pontos, mas mantém o 5º lugar, enquanto a Portuguesa saltou para a 13ª posição, com 28. Agora, o Colorado foca suas energias na Copa do Brasil, onde quinta a equipe enfrenta o Atlético-PR, no próprio Estádio do Vale, pelas quartas de final. A Lusa descansa no meio de semana e só volta a campo domingo, no Canindé, contra o Corinthians.

Alexandre Lops/SCI
O argentino D'Alessandro recebeu uma marcação dura e não conseguiu furar o bloqueio da Portuguesa no Sul

O jogo – Derrotado pelo Bahia na última quinta, o Inter contou com a volta de seu melhor jogador e capitão da equipe, D’Alessandro. A equipe da casa tomou a iniciativa nos minutos iniciais, mas a Lusa se fechou bem e não deu muitas alternativas ao Colorado. A primeira conclusão foi do time paulista: o zagueiro Moisés Moura marcou gol aos 18, mas de mão. A jogada foi anulada e o beque levou cartão amarelo no lance.

 

Jogada de perigo, e válida, só aos 22: Souza bateu escanteio no primeiro pau e Moisés chega rasgando no primeiro pau de cabeça, mas Muriel salvou. Na sobra, Juan brecou a tentativa de conclusão e Luís Ricardo chutou alto demais. Mesmo controlando o jogo e tendo posse de bola no ataque, o Inter só levou perigo aos 28: Caio passou por Moisés e Ferdinando e chutou para boa defesa de Gledson.

Arte GE.Net

Mesmo sem propor o jogo, a Lusa seguia mais perigosa por jogar no erro do Inter. Aos 30, Souza cobrou falta com perigo, mas Muriel pegou em dois tempos. Aos 34, Índio atravessou bola no meio e errou o lançamento. Henrique aproveitou, entrou livre e chutou com muito perigo, raspando o poste.

 

O Internacional só pressionou com mais força nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 40, Josimar mandou bomba de longe e Gledson espalmou para escanteio. Na cobrança, Juan ganhou pelo alto e Luís Ricardo salvou, tirando em cima da linha. A Portuguesa levou em perigo em cobrança de falta fechada de Souza, que Muriel tirou com um tapinha, aos 43.

Para dar a agressividade que faltou à equipe no primeiro tempo, Dunga sacou o volante Aírton e colocou em campo o atacante Scocco. No entanto, a estratégia foi comprometida logo aos três minutos, quando Índio acabou expulso por acertar cotovelada em Henrique.

O jogo permaneceu equilibrado, e Dunga não mexeu no Inter, nem trouxe o time para trás. Aos 17, Scocco bateu falta e Gledson fez boa defesa. Aos 23, foi Alex que levou perigo em chute de longe. A Lusa respondeu aos 24, com Moisés quase encobrindo Muriel, que deu tapinha para escanteio. Aos 28, a grande chance do time paulista no jogo: Bergson entrou completamente livre na área, mas pegou mal e mandou torto pela linha de fundo, perdendo a bola do jogo.

Com vantagem numérica, a Lusa partiu para cima em busca da vitória. Aos 34, Diogo chutou no cantinho e a bola bateu na trave de Muriel. Depois de sofrer muita pressão, o Colorado também perdeu sua bola do jogo: aos 40, D’Alessandro fez grande jogada e deixou Scocco livre, mas o chute saiu alto demais. O castigo veio a galope: na jogada seguinte, Wanderson ganhou pelo alto da zaga gaúcha após cruzamento de Luís Ricardo e determinou a vitória da Lusa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?
BONITO - MS - BALNEÁRIO MUNICIPAL
Balneário Municipal que reabre neste sábado em Bonito (MS), veja como funcionará
BORA PRA BONITO - MS
Viajar para Bonito (MS) é o remédio para te fazer mais feliz!
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ?: Prêmio de R$ 100 mil do Nota MS Premiada vai para único ganhador em MS
BORA PRA BONITO - MS
10 motivos para viajar aos 30 anos para Bonito (MS)
SITES DE LOTERIAS
Os sites de loteria on-line são legítimos?
LIBERTADORES E BRASILEIRÃO
Datas confirmadas: início da Libertadores e Brasileirão anunciado
LUTO NA TV
Com coronavírus, apresentador do SporTV morre aos 45 anos
BORA PRA BONITO - MS
Bonito com até 70% para quem é do Estado do MS