Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 4 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Esporte

México vence Brasil em longa disputa por pênaltis e avança no Mundial Sub-17

1 Nov 2013 - 16h27

Pelas quartas de final do Mundial Sub-17, Brasil e México fizeram um jogo morno, mas guardaram muitas emoções para o final. Gols de Ochoa e Nathan decretaram o empate por 1 a 1, que levou a partida para uma longa disputa por pênaltis. Com boas cobranças de quase todos jovens, os onze atletas tiveram que bater, até que Mosquito errou pelo Brasil. A vitória por 11 a 10 nos pênaltis faz o México, atual campeão da competição, avançar para semifinal e enfrentar Uruguai ou Irlanda, que duelarão neste sábado.

A partida já começou truncada, morna, com as principais disputas acontecendo apenas por causa do excesso de faltas e discussões. Faltava qualidade ofensiva principalmente para o Brasil, que ainda sofreu o primeiro susto do jogo, aos 35min: Ochoa avançou para área e chutou bem, mas Marcos fez difícil defesa.

Brasil perdeu chance de conquistar seu terceiro título no Sub-17 Foto: Getty Images Brasil perdeu chance de conquistar seu terceiro título no Sub-17 Foto: Getty Images

Apesar da pouca criatividade e da pouca posse de bola, o Brasil ainda esteve perto do gol aos 40min: Índio cobrou com veneno uma falta de longe e mandou a bola perto da travessão.

O segundo tempo continuou fraco, com as defesas levando a melhor contra os ataques. A aposta do Brasil para melhorar veio com uma substituição dupla, em que entraram em campo Gabriel e Léo Pereira. Logo depois já aconteceu a primeira chance de gol do segundo tempo, em outra jogada de bola parada: após cobrança de escanteio, Danilo cabeceou forte, mas o goleiro espalmou.

 

Com o passar do tempo, o jogo ficou mais tenso. Aumentou o número de faltas e exatamente depois de um lance violento saiu o gol do México: após cobrança rasteira pela direita, houve um desvio na marca do pênalti e depois Ochoa, sozinho na pequena área, completou para o gol.

O gol sofrido a dez minutos do fim de jogo fez o Brasil acordar. O time partiu para o ataque, teve uma chance com Gabriel e logo conseguiu o empate: após sobra de bola na área, Nathan chutou duas vezes para o gol e deixou tudo igual no placar.

Rivas e Mosquito fazem uma disputa de bola atípica na partida Foto: Getty Images Rivas e Mosquito fazem uma disputa de bola atípica na partida Foto: Getty Images

Os últimos minutos do jogo ainda foram agitados, o Brasil pressionou, mas a partida foi mesmo para os pênaltis. Mosquito abriu as cobranças para a equipe nacional e converteu para o gol. Díaz empatou a disputa logo depois. Nathan, Ochoa e Lucas marcaram depois, mas o goleiro Marcos conseguiu defender a cobrança de Rivas. O Brasil caminhava para a vitória, mas Gabriel errou o quinto pênalti.

Portanto, a disputa foi para as cobranças alternadas: Léo Pereira, Granados, Thiago Maia, Tovar, Joanerson, Robles, Eduardo, Govea, Terán e até o goleiro Marcos bateram com sucesso. O último a bater pelo Brasil foi Auro, que estava lesionado e mesmo assim acertou. O arqueiro Gudiño também marcou e assim a disputa ficou 10 a 10. Foi então que Mosquito voltou a cobrar e teve seu pênalti defendido. O México confirmou a vitória com gol de Díaz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?
BONITO - MS - BALNEÁRIO MUNICIPAL
Balneário Municipal que reabre neste sábado em Bonito (MS), veja como funcionará
BORA PRA BONITO - MS
Viajar para Bonito (MS) é o remédio para te fazer mais feliz!
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ?: Prêmio de R$ 100 mil do Nota MS Premiada vai para único ganhador em MS
BORA PRA BONITO - MS
10 motivos para viajar aos 30 anos para Bonito (MS)
SITES DE LOTERIAS
Os sites de loteria on-line são legítimos?
LIBERTADORES E BRASILEIRÃO
Datas confirmadas: início da Libertadores e Brasileirão anunciado
LUTO NA TV
Com coronavírus, apresentador do SporTV morre aos 45 anos
BORA PRA BONITO - MS
Bonito com até 70% para quem é do Estado do MS