Menu
SADER_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CIA DO BICHO
Impasse no Brasileiro

Justiça aceita pedido e concede liminar para incluir Lusa na Série A

2 Abr 2014 - 16h42

A Portuguesa conseguiu nesta quarta-feira sua primeira vitória na Justiça Comum. O juiz Miguel Ferrari Junior, da 43ª Vara Cível de São Paulo, concedeu uma liminar em favor do clube paulista, pedindo a suspensão da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), do fim do ano passado, que rebaixou o time para a Série B. Se nada mudar, o Flamengo terá de disputar a segunda divisão.

A diretoria do Canindé entrou com a ação no final da tarde desta terça-feira, depois de muitas indefinições sobre o que faria sobre o assunto. O presidente Ilídio Lico foi pressionado e convencido a tentar de todo o jeito resgatar a vaga na Série A. A equipe perdeu quatro pontos por ter escalado um jogador irregular e caiu para a segunda divisão.

De acordo com a decisão proferida pelo juiz, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não obedeceu ao artigo 35 do Estatuto do Torcedor, por não ter dado publicidade à suspensão do meia Héverton, pivô de toda a confusão.

"No que tange ao direito material, a organizadora do certamente futebolístico não obedeceu ao disposto no artigo 35, caput, do Estatuto do Torcedor, segundo o qual 'as decisões proferidas pelos órgãos da Justiça Desportiva devem ser, em qualquer hipótese, motivadas e ter a mesma publicidade que as decisões dos tribunais federais'", diz o juiz.

Continua sua decisão dizendo que, portanto, segundo o artigo 36 as decisões são nulas. E questiona o argumento da CBF de que os efeitos começam a valer imediatamente após o julgamento do STJD.

Veja a decisão:

Em face do exposto, concedo a tutela de urgência para o exato fim de suspender os efeitos do julgamento nº 320/2013 do Pleno da Justiça Desportiva e restabelecer os quatro pontos perdidos pela autora, devendo a CBF inclui-la no Campeonato Brasileiro de 2014, sob pena de multa diária que fixo em R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), para o caso de descumprimento do preceito, a contar do início do campeonato. Concedo, também, a tutela de urgência, para que as rés se abstenham de impor à autora qualquer espécie de sanção pelo fato de ter ingressado em juízo, sob pena de multa diária que fixo em R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais). Citem-se, observando-se as recomendações feitas pela autora. Intime-se. São Paulo, 02 de abril de 2014.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMASSULENSES DESTAQUES
Fatimassulenses ficam em 3º e 4º lugares na 3ª Maratona Mountain Bike MTB Nova Alvorada do Sul
ELIMINATÓRIAS
Brasil vence Uruguai e segue 100% nas eliminatórias da Copa do Mundo
FUTEBOL
Filho de Eliza Samudio e Bruno joga como goleiro em escolinha de MS
BRASILEIRÃO
Santos com 11 desfalques (Covid - 19) vence o Internacional com base "molecada" por 2x0
JOGOS ONLINE
Cassinos: história, evolução e variedades
CORONAVIRUS NO ESPORTE
Cinco atletas do Coritiba testaram positivo para COVID-19
ALERTA - CLONADO
Campo Belo Resort tem perfil do Instagram clonado, cuidado e não forneça dados pessoais
TRISTE NOTÍCIA
Motoqueiro morto em acidente deixa mulher e 2 filhos, era integrante dos Guaranis MC Dourados
ESPORTE
Brasileiros ficam fora de lista de talentos da Premier League
ESPORTE - UNIGRAN
Atleta paraolímpica da UNIGRAN representa o Centro-Oeste nos Jogos Universitários de Pernambuco