Menu
SADER_FULL
quarta, 25 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ALVORADA
futebol brasileiro

Icasa cobra indenização de R$ 30 milhões da CBF por disputar Série B

5 Mai 2014 - 17h45Por Uol

O Icasa entrou com uma segunda ação na Justiça, desta vez exigindo da CBF uma indenização pelo fato de ter que disputar a Série B do Brasileirão 2014. O valor pedido inclui receitas de bilheteria e cota de televisão, e pode chegar a R$ 30 milhões. A ação corre paralelamente com outra que tenta garantir ao clube cearense uma vaga na Série A.

O Icasa terminou a Série B na quinta colocação, um ponto atrás do Figueirense. O clube catarinense, porém, escalou o jogador Luan de forma irregular – ele ainda tinha contrato com outro clube. A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva constatou a irregularidade, mas não agiu por considerar o caso prescrito (que o prazo para entrar com ação tinha expirado). A própria CBF, em documentos que estão inclusos no processo, reconheceu que seu sistema apresentou falhas e não identificou o erro, o que levou o Icasa a entrar na Justiça por uma vaga na Série A.

"A CBF reconhece o erro, e o erro conduz À perda da chance de disputar a Série A. Além da cota da TV, o Icasa tem a bilheteria também. Temos como paradigma os jogos contra o Palmeiras na Série B no Ceará, por exemplo, no ano passado, nos quais a renda foi muito boa. na Série A, você teria Palmeiras, Corinthians, Flamengo, São paulo, Grêmio. Também tem a questão histórica: seria o primeiro time do interior das regiões Norte/Nordeste a disputar a Série A nesse formato. Outro fato, seria o único time do Ceará na Série A", explicou o advogado do clube, Carlos Eduardo Guerra.

Além cobrar a indenização, o Icasa também conseguiu uma pequena vitória na ação que move para tentar voltar à Série A. No último sábado de Páscoa, a CBF havia conseguido extinguir o processo, cassando uma liminar que a obrigava a colocar o clube na Série A. O Icasa recorreu, conseguiu reabrí-lo, e ainda pode restituir a liminar quando o recurso foi julgado.

"Para que essa decisão persistisse, teria que passar por um contraditório. Houve um agravo, foi recebido, julgado procedente, em parte: houve a manutenção da suspensão da liminar, o desembargador entendeu que, até julgar o agravo, a liminar está suspensa. A extinção do processo, porém, foi revogada" finalizou Guerra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Fernando Vannucci, apresentador, morre aos 69 anos em São Paulo
FATIMASSULENSES DESTAQUES
Fatimassulenses ficam em 3º e 4º lugares na 3ª Maratona Mountain Bike MTB Nova Alvorada do Sul
ELIMINATÓRIAS
Brasil vence Uruguai e segue 100% nas eliminatórias da Copa do Mundo
FUTEBOL
Filho de Eliza Samudio e Bruno joga como goleiro em escolinha de MS
BRASILEIRÃO
Santos com 11 desfalques (Covid - 19) vence o Internacional com base "molecada" por 2x0
JOGOS ONLINE
Cassinos: história, evolução e variedades
CORONAVIRUS NO ESPORTE
Cinco atletas do Coritiba testaram positivo para COVID-19
ALERTA - CLONADO
Campo Belo Resort tem perfil do Instagram clonado, cuidado e não forneça dados pessoais
TRISTE NOTÍCIA
Motoqueiro morto em acidente deixa mulher e 2 filhos, era integrante dos Guaranis MC Dourados
ESPORTE
Brasileiros ficam fora de lista de talentos da Premier League