Menu
SADER_FULL
quarta, 21 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
SÉRIE B - BRASILEIRÃO

Com nove desfalques, Verdão joga mal e perde para o Icasa em Juazeiro

16 Out 2013 - 09h19Por Gazeta Esportiva

O Palmeiras não conseguiu superar as ausências de nove jogadores, na noite desta terça-feira, e jogou muito mal na derrota por 1 a 0 para o Icasa, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. Com erros atrás e na frente, o time paulista acumulou o tropeço no caminho que percorre para voltar à elite do futebol nacional.

O único gol da partida foi marcado depois de uma falha feia dos visitantes. Marcelo Oliveira chutou a bola em cima de Marcos Vinícius, e a sobra ficou para Juninho Potiguar mandar para as redes, até driblando o goleiro Fernando Prass. O líder da Série B ainda cometeu outras bobeiras atrás, mas o Icasa não aproveitou. Nos acréscimos, Juninho ainda perdeu a bola no meio-campo, percorreu Neílson até a entrada da área e cometeu falta para impedir o gol, recebendo o cartão vermelho.

No sistema ofensivo, o Palmeiras também mostrou pouca qualidade para levar perigo efetivo à meta adversária, com atuações muito apagadas de Leandro e Ananias. Os desfalques desta terça foram Valdivia, Henrique e Eguren, que servem às seleções de Chile, Brasil e Uruguai, respectivamente. Já Vilson, Mendieta, Márcio Araújo, Wendel e Tiago Alves se recuperam de problemas clínicos, enquanto Charles cumpriu suspensão automática.

Mesmo castigado com a má atuação, o time paulista segue tranquilo na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 65 pontos, enquanto o Icasa chegou aos 47 e se aproximou do G-4, no quinto lugar.

Na próxima rodada da segunda divisão, os dois clubes jogam no sábado. Às 16h20, o time de Gilson Kleina enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista, onde encerrará a série de seis jogos longe da capital paulista. Já o Icasa duela com o São Caetano, no Anacleto Campanella, às 21 horas.

O jogo - O Palmeiras mostrou desde o início a falta de entrosamento, insistindo em alçar a bola na área do Icasa, principalmente com Wesley, que foi novamente adiantado por Gilson Kleina para suprir a carência na armação, apesar de sempre dizer que prefere jogar como volante. Já o Icasa se limitou a buscar jogadas com Tadeu e Chapinha, que paravam no sistema defensivo alviverde.

Assim, o jogo demorou a ter uma jogada de emoção. O primeiro lance de perigo do confronto só saiu no gol dos donos da casa, em uma trapalhada da defesa palmeirense, aos 29 minutos. Marcelo Oliveira tentou tirar o perigo da intermediária com um chutão, mas a bola bateu em Marcos Vinícius e sobrou para Juninho Potiguar, que invadiu a área, driblou o goleiro Fernando Prass e tocou para as redes.

Depois de ter sofrido o gol, o Palmeiras enfim ameaçou, aos 33, quando Alan Kardec fez belo passe na direita da área para Luis Felipe, que chegou de frente para o goleiro e rolou atrás, onde apareceu Ananias para finalizar, mas, atrapalhado pela defesa, mandou para fora.

Instantes depois, mais um erro feio do Palmeiras, desta vez na saída de bola. Roberto avançou e bateu cruzado, fazendo a bola passar raspando a trave. Depois disso, Léo Gago chamou a responsabilidade e levou perigo em falta de longe, que quase encobriu o goleiro João Ricardo.

Aos 41, Marcelo Oliveira recebeu na pequena área e mandou para as redes, mas o árbitro constatou a posição irregular do jogador e não validou o gol. Antes do fim da etapa, Léo Gago ainda exigiu boa defesa do goleiro em um chute forte da meia-esquerda.

No intervalo, o técnico Gilson Kleina tentou colocar o Palmeiras mais à frente, tirando Marcos Vinícius para a entrada de Felipe Menezes, que assumiu a armação, deixando Wesley mais recuado. Assim, Marcelo Oliveira acabou improvisado na zaga novamente.

Sem alternativa no jogo, o time paulista se lançou ao ataque e quase balançou as redes aos cinco minutos. Léo Gago levantou a bola na área, e André Luiz apareceu na linha da pequena área para completar, mas mandou para fora. No entanto, o clube visitante voltou a bobear atrás. Luis Felipe deixou a bola de presente na intermediária para Tadeu, que chutou forte e obrigou Fernando Prass a fazer boa defesa.

A partir daí, Gilson Kleina fez mais mudanças na equipe, apostando nas entradas de Vinícius e Caio (nas vagas de Ananias e Leandro), mas seu time seguiu muito mal em campo e acabou confirmando a derrota. Já nos acréscimos, Juninho ainda foi expulso, porque falhou no meio-campo e cometeu falta para impedir gol de Neílson.

Leia Também

BRASILEIRÃO
Com possível 'adeus' de Soteldo, Santos vence o Coritiba fora de casa
ESPORTE
Competições esportivas com presença de público são liberadas em Campo Grande
JOGOS ONLINE
Alguns conselhos para o vídeo bingo
ZONA DE REBAIXAMENTO
Corinthians termina rodada na Zona de rebaixamento, após derrota para o Ceará
INVENCIBILIDADE
Marinho decide com dois de pênalti, Santos vence Grêmio e se aproxima do G4
Fotos: Chico Ribeiro e Edemir Rodrigues/Subcom Governo MS TUDO CERTO
Guanandizão será reinaugurado com presença de público na Supercopa de Vôlei, regras de biossegurança
TÉCNICOS DE ENFERMAGEM CONVOCADOS
Governo de MS convoca 231 técnicos de enfermagem em processo seletivo da Funsau
DOIS SORTUDOS NO MS
SERÁ QUE FOI VOCÊ: 02 ganhadores dividem o prêmio principal do Nota MS Premiada
AÇÕES DO GOVERNO MS
Apoiado pelo Governo de MS, Campeonato Estadual de Judô Funcional começa neste sábado
sete jogadores do Flamengo, além de dois integrantes da comissão técnica  até o momento  terem contraído covid-19. COVIDESPORTES
A covid-19 encara de frente a Libertadores-20