Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 28 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
UNIGRAN DOURADOS
Nova trama da Globo

Análise: Em Família começa com ibope ruim e não traz nada de novo

4 Fev 2014 - 07h36Por UOL

É sempre precoce avaliar o primeiro capítulo de uma novela – vide “Amor à Vida”, que acabou se transformando em algo completamente diferente de sua estreia. Mas bem que Manoel Carlos avisou: “Em Família” – a nova novela da Globo, estreia desta segunda, 03/02 – não traz nada de novo, além do bom e velho folhetim contado ao ritmo do cotidiano – a marca do novelista.

Se bem que, para uma estreia, até que passou bastante coisa na tela: após um prólogo na década de 1960 (com o nascimento de Helena), começou a primeira fase, que culminou com um mergulho de Helena adolescente e engatou na segunda. Mas nada de atropelamentos, agilidade, criança abandonada em lixão ou recém-nascida jogada na caçamba.

A julgar pela audiência da estreia, o telespectador vai exigir um tempo maior para se adaptar e se acostumar com os novos personagens do novíssimo folhetim da Globo. É que as novelas anteriores tiveram Ibope mais significativo no primeiro capítulo, veja:

“Em Família” – 31
“Amor à Vida” – 35
“Salve Jorge” – 35
“Avenida Brasil” – 37
“Fina Estampa” – 41
“Insensato Coração” – 36
“Passione” – 37
“Viver a Vida”, a última de Manoel Carlos – 43
(colaborou Fábio Dias)

O primeiro capítulo de “Em Família” teve barraco em família, bunda de Oscar Magrini, nudez implícita de Bruna Marquezine, procissão e sonho com direito a animação. Chamou a atenção a personagem Shirley, que parece que vai ser a “peste” da vez, a garota vilãzinha, mimada e barraqueira sempre presente nas tramas de Maneco. E já ficou claro a personalidade dos protagonistas, Helena e Laerte.

O elenco na maioria desconhecido do grande público (com muitos atores mirins e adolescentes) pode ter causado algum estranhamento. Mas logo vem a fase definitiva com os medalhões. A abertura é bonita, e o encerramento – chamado de “Momentos” – parece que vai contar uma historinha diariamente.

Momentos em família à la Maneco. Talvez o público precise mesmo dar um tempo nos folhetins pretensamente “inovadores” – os que se valem de linguagem de seriado, câmera nervosa e afins – e resgatar o bom e velho folhetim. Se bem que a última trama de Manoel Carlos, “Viver a Vida”, de 2009, não foi um grande sucesso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 COPINHA
FPF anuncia o cancelamento da Copa São Paulo Junior de 2021
1ª PEDALADA MARANATA KIDS
Igreja Adventista do Sétimo Dia realiza a 1ª Pedalada Maranata Kids em Fátima do Sul
Zezé Di Camargo canta durante velório do pai, Francisco Camargo, em Goiânia  Foto: Vítor Santana G1 TRISTE PARTIDA
Zezé Di Camargo toca sanfona e canta 'É o Amor' durante velório do pai
FENÔMENO DA NATUREZA
Meteoro explode sobre a fronteira do RS com o Uruguai; veja imagens
VENDA DE CARROS
A venda de carros novos continua crescendo
ELIMINATÓRIAS
Brasil vence Uruguai e segue 100% nas eliminatórias da Copa do Mundo
CHOCANTE
Menina de 13 anos é forçada a se casar com homem de 48 nas Filipinas
FUTEBOL
Filho de Eliza Samudio e Bruno joga como goleiro em escolinha de MS
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário traduz o poder de um abraço em nova fragrância, confira em Fátima do Sul
HONESTIDADE
Casal descobre tesouro em casa recém-comprada e devolve pro antigo dono