Menu
SADER_FULL
segunda, 10 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
MULTA SALGADA

PROCON-MS multa Anhanguera em R$ 821 mil por não respeitar consumidores

PROCON-MS multa Anhanguera em R$ 821 mil por não respeitar consumidores

10 Set 2019 - 20h51Por Onça Pintada

Se você já passou raiva na Uniderp/Anhanguera pode comemorar. É a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, multou a universidade em nada menos que R$ 821.383,50 por infringir vários artigos e incisos do Código de Defesa do Consumidor.

A faculdade particular de Campo Grande foi alvo de 130 processos que, somente este ano, lhe renderam multas no valor de 28 550 UFERMS.

Segundo o PROCON, algumas infrações vêm de anos anteriores e depois de passarem por análises e avaliações do Departamento Jurídico do Procon Estadual, culminou na fixação de valores a serem recolhidos pela unidade de ensino superior que, em reais atinge o montante de em favor do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.
“Vale ressaltar que outros processos ainda continuam em análise o que leva a crer que o valor das multas poderá, ainda, ser ampliado. Entre as infrações constatadas foram apontados erros como ausência de prestação adequada, oportuna e devida de informações claras e precisas quando solicitadas por consumidores (normalmente estudantes da entidade de ensino), cobrança indevida, inserção indevida de nomes de consumidores em órgãos de restrição de crédito, obtenção de vantagens manifestamente excessiva em relação a consumidores, falta de eficiência da empresa, ferimento da boa fé nas relações de consumo e, ainda, vício de qualidade nos serviços prestados”, apontou o superintendente Marcelo Salomão.

As multas arbitradas têm valores diferenciados de acordo com o tipo de infração. No caso da ausência de prestação de informações, por exemplo, o valor é de 100 UFERMS enquanto em relação à obtenção de vantagem indevida, esse montante chega a 550 unidades fiscais. Ressalte-se que, também nesses casos, a atuação do Procon Estadual se dá em razão de denúncias formalizadas por consumidores que se sentiram lesados nos seus direitos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - O ADEUS
INACREDITÁVEL: Um dia cheio de dor, tristeza e de dizer adeus em Fátima do Sul
VICENTINA - NOTA DE PESAR
Prefeitura se solidariza e destaca dedicação e contribuição de Cida Lima com a educação em Vicentina
COLAÇÃO DE GRAU
UNIGRAN inova e realiza colação de grau on-line pelo Google Classroom
ARTIGO DO LEITOR
Descubra: sem sombra de dúvidas, Deus tem um propósito pra sua Vida.
RETORNO ÀS AULAS EM MS
MS discute estratégias de retorno às aulas presenciais de forma segura
AULAS NA PANDEMIA
Enquanto MS tem mil novos casos de Covid-19, mais uma cidade libera volta às aulas
OPORTUNIDADE NO MS
Inscrições abertas para a seleção de professores temporários, Confira o Edital
DOURADOS - DIREITO DA UNIGRAN
Professor de Direito da UNIGRAN lança um dos primeiros livros sobre a Lei da Pandemia
FÁTIMA DO SUL - CHAMADA PÚBLICA
Escola Vicente Pallotti realiza chamada pública para adquirir merenda escolar em Fátima do Sul
VICENTINENSE EM DESTAQUE
Vicentinense se une a outros artistas para Festival Multicultural em favor dos povos Guarani-Kaiowá