Menu
SADER_FULL
quinta, 9 de abril de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MEDICAL CENTER - POLONIO
determinação

STF determina pagamento de perdas salariais de servidores devido ao Plano Real

27 Set 2013 - 14h40

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou que Estados e municípios paguem a seus servidores perdas salariais sofridas com a conversão de cruzeiro real para URVs (Unidades Real de Valor) instituída em 1994 para viabilizar a transição para o Plano Real.

Ao julgar uma ação de uma servidora do governo do Rio Grande do Norte, o STF considerou que a correção salarial não poderia ter sido definida, na ocasião, com base em leis locais, mas teria que ter seguido os critérios estabelecidos na lei federal 8.880/1994.

Foi aprovada a repercussão geral para a decisão, o que significa que ela vale para os casos semelhantes. Segundo o STF, há mais de 10 mil processos semelhantes que deverão seguir os parâmetros estabelecidos. A apuração de eventuais perdas será realizada durante a execução das ações.

São Paulo e Bahia foram alguns dos outros Estados que também aplicaram leis locais para estabelecer a conversão dos salários no Plano Real.

No julgamento desta quinta-feira (26), a procuradoria do Rio Grande do Norte disse que a expectativa é que a decisão do Supremo gere um impacto de R$ 300 milhões na folha salarial e um passivo de R$ 100 bilhões para o Estado e municípios potiguares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANA NA CONTA
2,5 milhões receberam auxílio emergencial de R$ 600 nesta quinta
CPF IRREGULAR
Não consigo me cadastrar no auxílio emergencial porque meu CPF está irregular. O que eu faço?
FÁTIMA DO SUL - PÁSCOA NO MERCADO JULIFRAN
Confira a SUPER PROMOÇÃO de Páscoa do Mercado Julifran em Fátima do Sul
MORADIA
Caixa vai liberar R$ 43 bilhões para financiar a casa própria
VALE RENDA
Para ‘salvar’ na alimentação, governo do estado adicionou R$ 60 no vale renda de 9 mil famílias
AUXILIO EMERGENCIAL
Começa hoje pagamento de R$600 para beneficiários em MS; confira quando recebe
PANDEMIA
Governo isenta consumidores de baixa renda do pagamento da conta de luz
PANDEMIA
Pagamento das parcelas do FCO empresarial está suspenso até dezembro de 2020
CORONAVÍRUS NO MS
Reinaldo Azambuja destaca generosidade dos deputados e reforça pedido para pessoas ficarem em casa
BLA BLA BLA
Vereador do MS pede salões de beleza abertos: "Não tem marido que aguente"