Menu
SADER_FULL
segunda, 3 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
PETROLEO

Preço nas refinarias cai e gasolina já é encontrada a R$ 3,799 na Capital; Confira onde

Procon-MS também notificou postos do interior que não apresentaram queda

7 Jan 2019 - 12h36Por Midiamax

A diminuição do preço da gasolina nas refinarias, anunciada no fim de dezembro, já é sentida pelos consumidores em postos de combustíveis em MS. Com isso, na Capital, gasolina já é encontrada a R$ 3,799, conforme aponta o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor).

O levantamento realizado nos últimos dias trouxe a gasolina mais barata em um posto da Rede Ipiranga, localizado na Avenida Eduardo Elias Zahran, mas por força do desconto do aplicativo da rede, que proporciona ao consumidor abastecer com a gasolina custando até R$ 3,799 por litro.

Além deste, o posto Taurus localizado próximo ao monumento Cabeça de Boi, na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, traz o melhor preço para quem não tem aplicativo. Lá a gasolina sai a R$ 3,849. No mesmo posto, o etanol sai a R$ 2,999.

Queda nos preços

(Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A Petrobrás anunciou, no dia 27 de dezembro, que o preço do litro da gasolina cairia de R$ 1,6202 para R$ 1,5554 – redução de quase 4%. Para o superintendente do Procon-MS, no entanto, a competitividade também têm forçado os postos a baixarem preços.

“Além da queda nas refinarias, o consumidor também está mais atento e pesquisando, o que faz ‘ferve’ o mercado e acirrar a competitividade”, considera Marcelo Salomão.

Na última pesquisa de preços da ANTT em Campo Grande, realizada entre 26 e 28 de dezembro do ano passado, a gasolina mais barata foi encontrada a R$ 3,995 enquanto a mais cara saia a R$ 4,299. A média do preço da gasolina na Capital era, até então, R$ 4,066.

Preços abusivos

No interior do Estado, porém, as bombas não acompanharam a tendência de queda nos combustíveis. Na última semana, o MP-MS (Ministério Público Estadual) solicitou que o Procon-MS, promovesse fiscalização nos postos de Maracaju. Um total de dez postos foram notificados.

As empresas deverão, portanto, apresentar planilhas com valores de compra e venda da gasolina, etanol e diesel e uma justificativa técnica ou operacional do não-repasse das reduções de preços ao consumidor, se isso for efetivamente constatado.

No caso do diesel, há uma lei estadual que determinou a redução da alíquota de ICMS incidente sobre o produto (de 17% para 12%), que supostamente não estaria sendo repassado ao consumidor. O Procon-MS também aponta que as reduções de gasolina e etanol nas refinarias deveria ser repassado imediatamente ao preço nas bombas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SECA DO PANTANAL
Governo de MS socorre pecuária e garante alternativas de escoamento de commodities
MARMITARIA FAVO DE MEL
Marmitaria Favo de Mel de Fátima do Sul serve neste domingo Combo Familiar
NOTA MS PREMIADA
CONFERE AÍ: 217 ganhadores da nota MS premiada podem perder R$ 620 mil
LIMPA NOME
Serasa lança nova campanha para limpar nome por apenas R$ 100
BONITO - MS - BALNEÁRIO MUNICIPAL
Balneário Municipal que reabre neste sábado em Bonito (MS), veja como funcionará
200TÃO
Banco Central vai lançar cédula de R$ 200 no final de agosto
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 11 agências em MS neste sábado
INDIGNAÇÃO
Mais de mil padres usam carta para criticar Jair Bolsonaro
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ?: Prêmio de R$ 100 mil do Nota MS Premiada vai para único ganhador em MS
EFEITO CORONAVIRUS
Por conta da pandemia, Andorinha e Expresso Mato Grosso demitem 120 trabalhadores em MS