Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
AUXÍLIO EMERGENCIAL

Novo Auxílio de R$ 550 para trabalhadores, Veja quem pode receber

24 Set 2021 - 08h38Por Aécio De Paula / Notícias e Concursos

Desempregados terão a chance de ganhar um auxílio de R$ 550 do Governo do estado. Quem disse isso foi o próprio Governador do estado, Paulo Câmara (PSB). De acordo com ele, a ideia é que esse dinheiro funcione como uma espécie de metade de salário para trabalhadores.

Segundo ele, o auxílio vai funcionar a partir de outubro. E a ideia é pagar ele junto com as empresas. A ideia é que essas companhias contratem novos profissionais, e em troca elas ganhem uma ajuda no pagamento dos salários desses novos empregados.

Essa bonificação vai ser justamente de R$ 550, ou seja, a metade de um salário mínimo hoje. A outra parte seria paga pela própria empresa. Seria portanto algo semelhante ao Programa de Preservação de Emprego e Renda (BEm) do Governo Federal. Naquele caso, as companhias poderiam fazer acordos de redução da jornada ou suspensão do contrato.

Em troca, o Governo Federal poderia ajudar com os pagamentos dos salários dessas pessoas. No caso do projeto de Pernambuco, a ideia é pagar o dinheiro completo e dividir esse custo com as empresas. De acordo com o Governador Paulo Câmara, eles estão estimando um gasto de algo em torno de R$ 60 milhões.

O objetivo é atender cerca de 20 mil pessoas. Seriam portanto trabalhadores que hoje se encontram sem emprego mas que querem voltar para o mercado de trabalho formal. A inscrição não é para ser feita por esses pernambucanos, mas sim pelas empresas que se interessam por essa parceria.

Quem pode se inscrever

De acordo com informações do próprio Governo do estado, as empresas que quiserem se inscrever precisam estar com sede em Pernambuco. Então apenas as companhias locais é que poderão participar.

A segunda regra é estar ativo no Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Além disso, de acordo com as regras do projeto, é necessário que a empresa tenha, pelo menos, mais de um ano de funcionamento em Pernambuco.

A ideia é que essas empresas se inscrevam a partir do próximo mês de outubro. Para fazer essa inscrição vai ser preciso abrir um site específico para este projeto. Cada companhia vai poder ter até 30 funcionários contratados por esse sistema. Os pagamentos para cada um duram, no máximo, seis meses.

Empregos por auxílios

De acordo com informações de bastidores, esse projeto de Pernambuco faz parte de um plano maior para tentar recuperar o nível de empregos neste momento. É que se sabe que a pandemia acabou com muitas vagas.

Em um nível federal, sabe-se que os Ministérios do Trabalho e da Economia estão trabalhando em alguns projetos para tentar ajudar nessa recuperação. Só que ainda não se sabe se eles terão tempo para aprovação.

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, seria muito melhor para o país neste momento, investir na recuperação dos empregos do que na produção de mais auxílios sociais para a população. Há, no entanto, quem discorde desta ideia.

Leia Também

AUXÍLIO CAMINHONEIROS AUXÍLIO AOS CAMINHONEIROS
Bolsonaro anuncia novo Auxílio de R$ 400 para caminhoneiros, veja como será
Cardápio Casa dos assados (5) 1   Cópia CASA DOS ASSADOS
Neste domingo saboreie as delicias da Casa dos Assados em Fátima do Sul
LEILÃO
Oferta de lances para leilão de maquinários da SAD já está disponível
ALERTA TEMPORAIS
Cuidado: nova tempestade de areia pode chegar no domingo a MS
AUXÍLIO BRASIL
Auxílio Brasil tem valor de R$ 400 confirmado; veja quem vai receber
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
De mecânico a salgadeiro, Funtrab oferece 889 vagas de emprego nesta quinta
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com apoio do Governo, setor de bares e restaurantes aumentam as contratações e retomam movimento
MATO GROSSO DO SUL
Mato Grosso do Sul se mantém líder na exportação de tilápia no terceiro trimestre de 2021
Fotos: Cyro Clemente/Alems e Edemir Rodrigues/Subcom CNH SOCIAL EM MS
CNH Social vai beneficiar 5 mil pessoas por ano em Mato Grosso do Sul, entenda
NOTIFICAÇÃO
Procon notifica Energisa sobre a falta de energia elétrica frequente em Fátima do sul e Culturama.