Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 24 de fevereiro de 2020
SADER_FULL
Busca
MS FORTE

MS deve ter o 3º maior crescimento do país em 2020

Em todo o território nacional, somente 12 estados e o Distrito Federal vão terminar com o PIB acima do nível pré-crise.

11 Fev 2020 - 16h21Por Dourados News

Na contramão da média nacional, a economia de Mato Grosso do Sul vai crescer 8,8% em 2020 em relação ao período pré-crise. Será o terceiro melhor resultado do Produto Interno Bruto (PIB) entre os estados brasileiros. O levantamento é da Tendência Consultoria Integrada.

Isso coloca Mato Grosso do Sul em um grupo muito seleto. Em todo o território nacional, somente 12 estados e o Distrito Federal vão terminar com o PIB acima do nível pré-crise. Os outros precisarão de mais tempo para recuperar o tamanho da economia antes da recessão, em 2013 e 2014.

O PIB brasileiro fechará o ano 1% abaixo do nível pré-crise. Os piores resultados são esperados para Bahia (-5,6%), Rio Grande do Norte (-6,9%), Amapá (-7,2%) e Sergipe (-7,3%). O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos em determinada localidade.

Apenas dois estados terão crescimento ainda maiores que o de Mato Grosso do Sul: Mato Grosso (12,6%) e Roraima (11,6%). Economias importantes como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro não conseguiram superar a crise e vão terminar com resultado negativo.

Já o índice positivo de Mato Grosso do Sul reflete – em boa parte – à política de desenvolvimento econômico, com o fomento à modernização, uso da ciência e tecnologia e aumento da produtividade agropecuária e a uma série de medidas de austeridade do governo estadual, com as reformas administrativa e previdenciária e a renegociação de contratos e da dívida.

O governador Reinaldo Azambuja avalia que só foi possível superar a dificuldade e continuar a fazer obras importantes para a população durante a crise por conta de medidas duras e impopulares. “Eu enfrentei aqui pautas extremamente duras, mas necessárias. Quem governa tem que ter coragem para enfrentar, mesmo sendo impopulares, para conseguir fazer mais do que apenas pagar o salário do funcionalismo, a despesa previdenciária e o serviço da dívida. Graças as medidas que tomamos conseguimos fazer entregas. O Valor Econômico colocou o estado como quarto em investimento. E o que vale para a população é investimento. É saúde, educação, segurança, infraestrutura”, diz.

Beneficiada pelo câmbio desvalorizado e pelo avanço da agropecuária, a região Centro-Oeste foi a que menos sofreu durante a crise econômica, de acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. A expectativa é que a economia avance 2,4%. Apenas Goiás, que ainda vive intensa crise fiscal, continuará abaixo do nível pré-crise.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Mais de 40 concursos oferecem 9.983 vagas e salários de até R$ 33,6 mil
100 EXPEDIENTE
Bancos irão fechar na segunda e terça-feira de carnaval
VICENTINA - ALMOÇO NESTE DOMINGO
Domingo é dia de almoçar no Pesqueiro 7 Bello, confira o cardápio em Vicentina
OFICIAIS E BOMBEIROS
Governo convoca aprovados para Cursos de Formação de Oficiais da PM e Bombeiros
FÁTIMA DO SUL - CHAMADA PÚBLICA
Escola Vicente Pallotti realiza chamada pública para adquirir merenda escolar em Fátima do Sul
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concurso público do Tribunal de Justiça de MS com 54 vagas fecha inscrições nesta quinta
FÁTIMA DO SUL - FOLIA DOS PREÇOS BAIXOS
Folia de Preços Baixos tem Skol a R$ 1,87, VEJA as promoções que vão até segunda no Mercado Julifran
100 EMPREGOS
Fechamento do Extra deve deixar mais de 300 desempregados em Dourados
FÁTIMA DO SUL - HOJE TEM QUARTA VERDE
Confira as ofertas da QUARTA VERDE do Mercado Julifran em Fátima do Sul
CARNAVAL 2020
MS tem carnaval garantido, mas duas cidades trocam folia por serviços públicos