Menu
SADER_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
Acusado de crimes

Ministério Público denuncia Eike Batista e pede bloqueio de R$ 1,5 bi

13 Set 2014 - 08h44Por Uol

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro (RJ) denunciou Eike Batista por dois crimes contra o mercado de capitais e pediu o bloqueio de R$ 1,5 bilhão do empresário. A informação foi divulgada neste sábado (13) e a íntegra da denúncia pode ser consultada no site do MPF.

O MPF acusa o empresário de manipulação do mercado e uso indevido de informação privilegiada no caso da petroleira OGX (atual Óleo e Gás Participações).

Se considerado culpado, ele pode ser condenado a até 13 anos de prisão.

O UOL entrou em contato com a assessoria de imprensa do grupo EBX, de Eike Batista, e tentou contato com o advogado do empresário e aguarda retorno.

Bloqueio incluiria bens transferidos para os filhos

O pedido de bloqueio de bens inclui ativos financeiros (como ações, por exemplo), além de imóveis e outros bens, como carros, barcos e aeronaves, inclusive os que foram doados pelo empresário as filhos Thor e Olin (do casamento com Luma de Oliveira), e para a mulher, Flávia Sampaio.

Segundo os promotores, as doações foram feitas "após a data dos delitos cometidos" e constituem uma "manobra fraudulenta".

Eike doou para o filho Thor a casa onde moram, no Jardim Botânico, Rio de Janeiro, além de uma propriedade em Angra dos Reis aos dois filhos mais velhos (Thor e Olin). Segundo MPF, os imóveis são avaliados em R$ 10 milhões cada. Reportagem da "Folha" informa que eles têm valor declarado de R$ 15 milhões e R$ 3,7 milhões, respectivamente, mas que, na verdade, valem ao menos R$ 50 milhões, juntas.

O empresário também doou um apartamento em Ipanema, Rio de Janeiro, no valor de R$ 5 milhões para a mulher, Flávia Sampaio, segundo o MPF.

Ministério Público de SP investiga omissão da Bolsa e ex-ministros

O Ministério Público Federal de São Paulo deve investigar se houve omissão da BM&FBovespa em relação às irregularidades cometidas pela petroleira OGX, de Eike.

Também será investigada o envolvimento de ex-conselheiros da empresa. Entre eles, estão os ex-ministros Pedro Malan, Ellen Gracie e Rodolpho Tourinho.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) também investiga suposta manipulação de preços e suposta utilização de informação ainda não divulgada ao mercado, mas o julgamento deve ficar para 2015.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXILIO POPULAÇÃO
Trabalhadores nascidos em janeiro podem sacar auxílio emergencial
BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
RESTAURAÇÃO
Manutenção de rodovia no sul de MS vai custar R$ 41,3 milhões
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Atenção: Obra de reforma altera trânsito no Parque dos Poderes nesta semana
ETANOL
Neomille: nova indústria vai investir R$ 1 bilhão para produzir etanol de milho em Maracaju
GERAÇÃO DE EMPREGOS
Reinaldo Azambuja destaca melhor desempenho em 10 anos na geração de empregos
PAGAMENTO NA CONTA
Governo de MS deposita folha de julho nesta sexta e injeta R$ 408 milhões na economia
NOVA ANDRADINA
Sindicatos rurais da regional de Nova Andradina alinham demandas de infraestrutura prioritárias
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Investimentos de R$ 4 bilhões na geração de energia em MS vão criar 15 mil empregos
CORREIOS DE FÁTIMA DO SUL FÁTIMA DO SUL - CORREIOS
Correios abrem Feirão de Imóveis em Ribas do Rio Pardo e Fátima do Sul