Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 23 de julho de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Economia

INSS amplia prazo de pagamento para crédito consignado

Prazo passa de cinco anos (60 meses) para seis anos (72 meses).

29 Set 2014 - 07h10Por G1

O Ministério da Previdência decidiu ampliar o prazo máximo de pagamento de empréstimo consignado (com desconto em folha) para os aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O número limite de prestações mensais para pagamento de empréstimo pessoal e cartão de crédito subiu de 60, equivalente a cinco anos, para 72, ou seis anos.  

A mudança esá publicada em uma portaria publicada no "Diário Oficial" da União desta segunda-feira (29) e foi adotada por recomendação do Conselho Nacional de Previdência Social. A medida passa a valer a partir de 1º de outubro.

Atualmente, as taxas máximas são de 2,14% ao mês, para o empréstimo, e 3,06% ao mês, para o cartão consignado, segundo informa o Ministério da Previdência. Não houve alteração nas taxas.

De acordo com o ministério, o valor máximo da renda do segurado a ser comprometida não pode ultrapassar 30% do valor da aposentadoria ou pensão recebida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo fará reforma geral da Escola Inácio Silvestre Monteiro, na área rural de Caracol
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
SURPRESA
Servidor público vai buscar informação e é surpreendido ao ser aposentado em uma hora em MS
MS FORTE
Azambuja afirma que MS será um dos primeiros estados a retomar atividades econômicas
MICROCRÉDITO
MS Contrata + abre pré-cadastro para programa de Microcrédito com juro zero
TERMELÉTRICAS
Agepan fiscaliza duas usinas termelétricas em campanha para garantir disponibilidade de energia
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
OPORTUNIDADE
Caixa abre 10 mil vagas de emprego; veja como concorrer
VIRALIZOU
Promoção em loja dá o que falar na web: "Baixamos as calças, estamos quase dando"
Economia
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas