Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de junho de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Novas alíquotas vigoram até 31 de dezembro

Imposto sobre fogão, geladeira e móveis volta a subir na terça-feira

28 Set 2013 - 10h44Por Folha

O governo anunciou aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para fogões, refrigeradores, tanquinhos (itens da linha branca) e móveis a partir de terça-feira, apesar da tentativa da indústria e do varejo de manter a redução do imposto até janeiro de 2014.

As alíquotas vão vigorar até o dia 31 de dezembro deste ano e, na maioria dos produtos, o reajuste foi parcial --quando comparadas com as taxas originais que vigoravam em 2011, antes de o governo adotar pela primeira vez medidas de incentivo fiscal para os setores.

"A decisão foi tomada porque o governo observou um bom comportamento da economia. As vendas estão indo bem nesses setores, a produção vai bem", disse o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland de Brito, responsável pelo anúncio.

"É um aumento, e todo aumento não é bom. Mas o consumidor tem até segunda-feira para comprar com IPI menor", disse Lourival Kiçula, presidente da Eletros, associação de fabricantes.

No caso de refrigeradores, a alíquota subirá de 8,5% para 10% em outubro, originalmente era de 15%. O imposto dos tanquinhos passa de 4,5% para 5%, o inicial era de 10%. Já a alíquota de móveis e painéis de madeira sobe de 3% para 3,5%.

O IPI dos fogões, que passará de 3% para 4%, volta à alíquota inicial, antes de a política de redução do imposto ser adotada para estimular o consumo e a economia.

Somente a alíquota das máquinas de lavar foi mantida em 10%, como sinalizou o governo desde junho. Antes dos incentivos, o imposto sobre esse produto era de 20%.

Além do IPI reduzido, o programa Minha Casa Melhor, que subsidia a compra de eletrodomésticos e móveis para moradores do Minha Casa, Minha Vida, tem aumentado as vendas do varejo.

Nas grandes redes, o impacto desse programa variou de 7% a 8% do faturamento total de agosto, segundo a Folha apurou. O percentual foi informado em uma reunião em que participaram representantes do Magazine Luiza e de grupos como Pão de Açúcar (Via Varejo) e Máquina de Vendas (Ricardo Eletros e Insinuantes), entre outros.

Luiza Trajano, do Magazine Luiza, já havia declarado na semana passada que o efeito chegou a 8% no caso da rede que preside.

Segundo a Caixa, pesquisa indica que os produtos mais vendidos são TVs e notebooks. De 12 de junho até quinta, foram destinados R$ 1,3 bilhão para a compra de produtos. Os Estados que mais contrataram foram MG, BA, SP, GO, RS e RJ.

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

PIS-PASEP PIS/PASEP 2024
PIS/PASEP: Confira quem recebe na próxima semana
Edyelk dos Santos, Comunicação Agehab AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS lança cadastro do Bônus Moradia Emendas na próxima segunda-feira
Foto: Bruno Rezende/Secom AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em novo recorde para o mês, Junta Comercial registrou abertura de 960 empresas em maio
Fotos: Álvaro Rezende AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reunião aprovou prioridades e novas áreas de financiamento do FCO para 2025
BORA TRABALHAR
JBS/SEARA oferece oportunidades de trabalho e fará seleção quinta-feira, dia 13, em Fátima do Sul

Mais Lidas

FOTOS: GEONE BERNARDOVICENTINA 37 ANOS - FOTOS
Confira as FOTOS do Camarim e Abertura com Isadora Pompeo nos 37 Anos de VICENTINA
Vicentina
Festividades dos 37 Anos de Vicentina-MS trazem grandes atrações, põe na quadrada do Balanço Geral
DEODÁPOLIS DE LUTO
Deodápolis se despede de Aparecida Martins, Pax Oliveira informa sobre velório e sepultamento
FOTOS: GEONE BERNARDOVICENTINA 37 ANOS - SHOW
Perdeu o show da Isadora Pompeo?, ASSISTA a live que pega desde a abertura até o final em VICENTINA
O rapaz havia saído de uma empresa, onde buscava uma oportunidade de trabalho / Divulgação/Nova FogoTRAGÉDIA
TRAGÉDIA: Jovem morre após acidente de bicicleta e carreta