Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 27 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Empréstimo chega a R$ 8 bilhões

Financiamento de socorro a elétricas elevará conta de luz a partir de 2015

4 Abr 2014 - 08h50Por Folha

O custo dos empréstimos de pelo menos R$ 8 bilhões que as distribuidoras de energia tomarão neste ano será repassado às tarifas dos consumidores em 2015 e 2016.

Regulamentação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), divulgada nesta quinta-feira (3), propõe que os gastos dessas empresas com financiamentos sejam diluídos, de forma homogênea, pelas tarifas dos consumidores de todo o país.

Ou seja, a conta será repartida independentemente do valor do financiamento dado a cada distribuidora.

O reflexo desse aumento na conta de luz ainda não está definido. O governo estima que, de fevereiro a dezembro, o financiamento chegue a R$ 8 bilhões. O valor equivale a cerca de 8% das receitas anuais do setor elétrico -cerca de R$ 100 bilhões.

A agência reguladora disse que irá tratar o repasse como um "novo encargo" a ser incluído nas fórmulas que definem os reajustes das tarifas de cada distribuidora.

Segundo o diretor da Aneel que relatou o tema, André Pepitone, esse repasse à tarifa será "a blindagem que dará segurança ao banco" para que ele faça o empréstimo e tenha segurança de que terá o pagamento de volta.

Esses empréstimos tomados pelas distribuidoras servirão para cobrir os gastos com a compra de energia mais cara sem poder repassar esse custo às tarifas.

Nesta quinta, a agência também confirmou que foi preciso esticar o prazo para que as distribuidoras pagassem a energia comprada, em fevereiro, das geradoras de energia. O valor é estimado pelo mercado em R$ 4 bilhões.

Conforme antecipado pela Folha, a medida foi necessária para que houvesse tempo hábil de viabilizar os financiamentos bancários ao setor. Originalmente, o pagamento estava previsto para o dia 9. Agora, será feito nos dias 28 e 29.

FINANCIAMENTO

O financiamento às elétricas será feito com intermédio da Câmara de Comercialização de Energia, que manterá uma conta para depósito dos financiamentos. A operação ainda não foi fechada. Quando as distribuidoras forem pagar seus empréstimos, em 2016 e 2017, essa conta será usada para depósitos.

A regulamentação ficará em consulta pública por dez dias antes de ser aprovada de forma definitiva pela agência. Não se esperam mudanças significativas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VALORIZAÇÃO
Salários dos mais de 79 mil servidores estaduais será depositado nesta sexta e disponível no sábado
MS EM DESTAQUE
MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
CNH VENCIDA
Motoristas poderão dirigir com CNH vencida por até um ano; entenda
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques a nascidos em julho e paga inscritos no Bolsa Família nesta quinta
JAIME VERRUCK. Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul - Álvaro Rezende/Correio do Estado RELAÇÃO COMERCIAL
"A China é um mercado prioritário para MS", diz secretário
OPERAÇÃO PATIO ZERO
Mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão de sucata aproveitável
PATRULHA AMBIENTAL
Estado e Sudeco se unem para adequar estradas e evitar turvamento de rios de Bonito
TORRA ESTOQUE MS
Torra Estoque MS segue até sábado com descontos especiais para população
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"