Menu
SADER_FULL
terça, 27 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
FRONTEIRA FECHADA

Exército volta fechar fronteira do Paraguai com MS

Mesmo com quase todas as lojas abertas, militares do exército voltaram a fechar a fronteira e fizeram um rígido na Linha Internacional entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.

8 Out 2020 - 07h47Por Midiamax

Mesmo com quase todas as lojas abertas, militares do exército voltaram a fechar a fronteira e fizeram um rígido na Linha Internacional entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã. As pessoas foram proibidas de cruzar de um lado para o outro das duas cidades e caminhões foram usados como barreira para impedir o trânsito.

A presença do exército paraguaio na fronteira deixou novamente a população assustada, uma vez que o contingente de soldados colocados nas ruas foi bem maior que o normal e lembrou o início das primeiras barreiras. "Parecia operação de guerra", disse o comerciante Carlos Moreira, residente em Ponta Porã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DECRETO
Danos causados por temporal faz Délia decretar situação de emergência
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Investimentos de R$ 130 milhões do Governo MS promovem transformações em Chapadão do Sul
MS 43 ANOS
Promessa de hub logístico, Porto Murtinho recebe investimentos públicos, privados e internacionais
AÇÕES DO GOVERNO MS
Sidrolândia: pavimentação da MS-258 entra em fase de conclusão
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Investimentos superiores a R$ 73 milhões do Governo do Estado levam desenvolvimento a Brasilândia
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Recurso R$ 36,5 milhão, Governo já investiu quase R$ 10 mil por habitante de Novo Horizonte do Sul
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com estimativa é gerar 2 mil empregos, Aegea assumirá saneamento do Estado em 2021
AÇÕES DO GOVERNO MS
Resultado do leilão da Sanesul encurta tempo de universalização e garante saúde para população de MS
DUPLICAÇÃO BR-163
BR-163 em MS tem relicitação da concessão autorizada pelo governo federal