Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 26 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Pagamento de contas

Em 2013, inadimplência do consumidor recua pela 1ª vez em 14 anos no Brasil

21 Jan 2014 - 10h55Por Folha

Consumidores mais preocupados em pagar dívidas do que fazer novas compras e bancos mais rígidos na concessão de crédito ajudaram a reduzir o nível de inadimplência em 2013 após a piora dos últimos anos.

O índice de atrasos recuou 2% no ano passado, segundo dados da Serasa Experian. Trata-se da primeira queda desde quando o indicador começou a ser medido, em 2000.

Um ciclo de crédito farto combinado com medidas de incentivo ao consumo após a crise de 2008 vinha provocando um significativo avanço da inadimplência. Em 2012, por exemplo, houve aumento de 15% no indicador.

Para reduzir perdas com devedores, bancos mudaram de postura e adotaram a cautela, com mais rigidez na análise e liberação dos créditos.

Consumidores passaram a priorizar o pagamento de dívidas em detrimento de novas aquisições. O movimento foi favorecido por um mercado de trabalho ainda aquecido.

A SPC Brasil, que também monitora os consumidores, já havia sinalizado uma melhora na inadimplência. O levantamento da empresa mostrou um avanço de 2,3% no ano passado, ante os 12,18% em 2012.

CATEGORIAS

Em 2013, o volume de cheques devolvidos por falta de fundos recuou 9,4%. As dívidas nessa modalidade ficaram 8% mais caras: R$ 1.645,91, em média.

Houve melhora no nível de atrasos com dívidas não bancárias (com financeiras, lojas e prestadoras de serviços). O valor ficou menor no ano passado, em R$ 315, na média.

Embora não tenha registrado leve avanço (0,6%), a inadimplência com bancos teve variação bem inferior ao registrado em 2012, quando a alta foi de 5,8%.

Consumidores em atraso com os bancos tinham uma dívida média de R$ 1.310, valor semelhante ao de 2012.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VALORIZAÇÃO
Salários dos mais de 79 mil servidores estaduais será depositado nesta sexta e disponível no sábado
MS EM DESTAQUE
MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
CNH VENCIDA
Motoristas poderão dirigir com CNH vencida por até um ano; entenda
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques a nascidos em julho e paga inscritos no Bolsa Família nesta quinta
JAIME VERRUCK. Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul - Álvaro Rezende/Correio do Estado RELAÇÃO COMERCIAL
"A China é um mercado prioritário para MS", diz secretário
OPERAÇÃO PATIO ZERO
Mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão de sucata aproveitável
PATRULHA AMBIENTAL
Estado e Sudeco se unem para adequar estradas e evitar turvamento de rios de Bonito
TORRA ESTOQUE MS
Torra Estoque MS segue até sábado com descontos especiais para população
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"