Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 4 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
SITIOCA ALVORADA
economia

Dólar tem forte queda e fecha o dia a R$ 2,26

27 Mar 2014 - 16h55

O dólar recuou bastante ante o real nesta quinta-feira (27), indo à casa de R$ 2,26, após pesquisa mostrar queda na aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff, num momento em que os mercados mostram ceticismo em relação à condução da política econômica do país, destaca a Reuters.

A moeda norte-americana encerrou o pregão em queda de 1,75%, a R$ 2,268 na venda, menor patamar desde novembro.

"O mercado, de uma maneira geral, vem reagindo mal às decisões da Dilma. Então, se existe a perspectiva de uma mudança no quadro eleitoral, ele reage bem", disse à Reuters o diretor de câmbio da corretora Pioneer, João Medeiros.

Pesquisa CNI/Ibope mostrou que a aprovação do governo da presidente Dilma caiu para 36% em março, ante 43% em novembro. O início da campanha eleitoral, em que Dilma busca a reeleição, está marcado para o início de julho.

Ainda não está claro para os analistas, no entanto, se a moeda norte-americana deve se acomodar nesses níveis mais baixos, destaca a Reuters. Alguns argumentam que a pesquisa não indica mudança significativa nas expectativas eleitorais, e que o mercado teve um movimento exagerado.

"Esse movimento (queda do dólar) é muito precoce, é muito recente. Olhando para os fundamentos, eu diria que o dólar deveria ficar em torno de R$ 2,30", opinou o superintendente de câmbio da corretora Advanced, Reginaldo Siaca.

O resultado da pesquisa ajudou o dólar a ampliar as perdas ante o real vistas desde o início da sessão. Nas primeiras horas do pregão prevaleceu o otimismo de investidores em relação a ativos emergentes. Contudo, as perdas foram contidas nos primeiros negócios, diante de dúvidas sobre a disposição do Banco Central em permitir que a moeda norte-americana recuasse abaixo de R$ 2,30.

Atuação do Banco Central
Pela manhã, o BC deu continuidade às intervenções diárias, vendendo a oferta total de 4 mil swaps cambiais, que equivalem à venda futura de dólares. Todos os contratos vendidos têm vencimento 1º de dezembro deste ano, com volume correspondente a US$ 198,2 milhões. A autoridade monetária também ofertou swaps para 1º de outubro, mas não vendeu nenhum.

Além disso, também vendeu a oferta total de 10 mil swaps em leilão para rolagem dos contratos que vencem na próxima terça-feira. No total, o BC já rolou pouco menos de 70% do lote total, que equivale a US$ 10,148 bilhões.

A autoridade monetária tem agora apenas dois dias úteis para terminar a rolagem e, se continuar com o atual ritmo, de ofertar até 10 mil contratos por dia, ficariam faltando cerca de 45 mil swaps para serem rolados. No mercado, as avaliações de que o BC não intensificará o ritmo de ofertas vêm crescendo, principalmente após a forte queda desta sessão.

"O dólar caiu demais. Não vejo necessidade de continuar injetando tanta liquidez", disse o operador de um banco nacional, para quem o BC decidirá não rolar integralmente os contratos.

Alguns no mercado acreditam que o dólar barato desagradaria o governo, pois tende a prejudicar as exportações. Investidores também monitoraram a emissão de 1 bilhão de euros em títulos do Tesouro no exterior, num momento em que o quadro de ingresso de recursos para o Brasil vem ajudando a tirar a pressão sobre o câmbio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMERGENCIAL IRREGULAR
Governo vai cobrar por SMS que 2,6 milhões de pessoas devolvam auxílio emergencial irregular
AÇÕES DO GOVERNO MS
Pacote de projetos do Governo contempla Refis Pandemia, que concede redução de até 95% nas dívidas
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Parque dos Poderes vai ganhar primeira revitalização em mais de três décadas
AÇÕES DO GOVERNO MS
Novo projeto de lei da Bolsa Atleta terá primeira votação nesta quinta-feira na Assemb. Legislativa
NOVOS PRAZOS
Detran-MS alerta para retomada de prazos que estavam suspensos por conta da pandemia
NOTA PREMIADA MS
No combate à sonegação fiscal, Nota MS Premida distribui R$ 3 milhões em prêmios
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Auxílio emergencial é confirmado com valor médio de R$ 688; veja como e quem recebe
OPORTUNIDADES
Detran inicia nesta quarta-feira (02), leilão de 479 sucatas aproveitáveis de motos e automóveis
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governo apoia projeto de geração de renda com cerâmicas Kadiwéu
A PEDIDO DOS SERVIDORES
A pedido dos servidores, Governo de MS paga 13° salário nesta terça-feira